Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Granadeiro colocou 6 milhões em Portugal

O antigo “chairman” da PT terá colocado em Portugal seis dos 24 milhões de euros que terá recebido da Espírito Santo Enterprise, segundo avança o Correio da Manhã desta segunda-feira, 27 de Março.

Miguel Baltazar
Negócios 27 de Março de 2017 às 08:58
  • Assine já 1€/1 mês
  • 15
  • ...

Henrique Granadeiro, antigo "chairman" da PT colocou em Portugal seis dos 24 milhões que terá recebido da Espirito Santo Enterprise, o saco azul do GES, através de uma operação de triangulação de verbas entre a Suíça, Reino Unido e Portugal, adianta a edição desta segunda-feira, 27 de Março, do Correio da Manhã.


Estes dados constam, segundo o jornal, de uma nota informativa do Ministério Público, que os procuradores que investigam a operação Marquês enviaram para a Procuradoria-Geral da República, pedindo o adiamento do prazo para a dedução da acusação. Esta é, aliás, uma das razões que levaram a este pedido das autoridades.

O Correio da Manhã adiantou ainda que no documento, datado de 14 de Março, se pode ler que "em face das últimas diligências realizadas foi possível, em data recente, identificar uma conta bancária, em Portugal, onde se mostra que o arguido Henrique Granadeiro fez chegar cerca de seis milhões de euros através de uma operação de triangulação de fundos de origem ilícita".  


Os procuradores detalham que os movimentos aconteceram entre "uma conta identificada junto do Banco Pictet, a conta de uma entidade do Reino Unido, que se revelou ser a Portville e a pessoa do arguido Henrique Granadeiro", refere o mesmo documento.


Recorde-se que Henrique Granadeiro está indiciado por fraude fiscal, branqueamento de capitais e corrupção. Os 24 milhões de euros em causa terão sido pagos entre 2007 e 2011. O Ministério Público acredita que terá sido este responsável a intermediar os contactos com responsáveis brasileiros que aproximaram a PT da Oi.

Ver comentários
Saber mais Henrique Granadeiro PT Portugal Espirito Santo Enterprise Procuradoria-Geral da República Banco Pictet investigação policial operação Marquês
Mais lidas
Outras Notícias