Aviação Azul avança com proposta para comprar ativos da Avianca Brasil

Azul avança com proposta para comprar ativos da Avianca Brasil

A companhia de aviação brasileira fundada por David Neeleman mostrou interesse em ativos como o certificado de operador aéreo da Avianca Brasil, 70 pares de slots e aproximadamente 30 aeronaves Airbus A320.
Azul avança com proposta para comprar ativos da Avianca Brasil
Miguel Baltazar/Negócios
Negócios 11 de março de 2019 às 13:07

A companhia aérea brasileira Azul anunciou esta segunda-feira ter assinado uma proposta não-vinculativa, no valor de 105 milhões de dólares (cerca de 93 milhões de euros ao câmbio atual) "para a aquisição de certos ativos da Avianca Brasil através de uma Unidade Produtiva Isolada (UPI) de acordo com a Lei de Falências e Recuperação Judicial".

Em comunicado, a transportadora fundada por David Neeleman – também acionista da Atlantic Gateway, que detém 45% da TAP – explica ainda que a UPI "incluirá ativos selecionados pela Azul como o certificado de operador aéreo da Avianca Brasil, 70 pares de slots e aproximadamente 30 aeronaves Airbus A320".

A Azul sublinha que o acordo é não-vinculativo e que o processo de aquisição da UPI está sujeito à uma série de condições como a conclusão de um processo de diligência, a aprovação de órgãos reguladores e credores, assim como a conclusão do processo de recuperação judicial.


"A expectativa é que esse processo dure até três meses", refere a companhia no comunicado, onde diz ainda que manterá seus acionistas informados sobre novas informações relevantes a respeito desta transação.


A Avianca Brasil, fundada por Germán Efromovich, que tentou comprar a TAP em 2015, entregou em dezembro um pedido de proteção contra credores.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI