Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Ministro francês adverte sindicatos que a sobrevivência da Air France está em risco

O ministro da Economia francês advertiu os funcionários da Air France que devem retomar o diálogo com a administração e unir esforços para tornar a companhia aérea mais competitiva, sob pena de a Air France “desaparecer”.

Reuters
Pedro Curvelo pedrocurvelo@negocios.pt 07 de Maio de 2018 às 09:47
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

O ministro da Economia francês, Bruno Le Maire, instou domingo os funcionários da Air France a retomarem o diálogo com a administração da empresa e os esforços para aumentar a competitividade da companhia aérea, caso contrário a Air France "irá desaparecer".

"Apelo ao sentido de responsabilidade de todos os envolvidos: tripulações, pessoal de terra, os pilotos que pedem aumentos salariais injustificados. Sejam responsáveis, a sobrevivência da Air France está em risco", disse Le Maire em declarações ao canal televisivo BFMTV.

"O Estado não está aqui para pagar as dívidas da empresa", acrescentou o ministro.

O CEO da Air France, Jean-Marc Janaillac, demitiu-se sexta-feira após os trabalhadores da companhia aérea terem recusado uma proposta de acordo salarial. No entanto, o conselho de administração pediu-lhe para que se mantenha em funções até 15 de Maio, data em que uma liderança "de transição" assumirá os comandos da empresa.

Até ser nomeada uma nova administração, os executivos da Air France não estão mandatados para prosseguir as negociações com os sindicatos.

Os sindicatos, por seu turno, confirmaram as greve desta segunda e terça-feira. A administração da empresa pretende assegurar que "perto de 85%" dos voos se realizem esta segunda-feira, que é o 14º dia de greve nesta onda de greves, iniciada em Fevereiro.

Os sindicatos exigem um aumento salarial de 5,1% para este ano e rejeitaram uma proposta de um aumento de 7% ao longo de quatro anos.

A Air France estimou em 170 milhões de euros as perdas decorrentes dos primeiros sete dias de greve.

As acções da Air France-KLM estão a desvalorizar 12,75% para 7,064 euros, depois de terem chegado a perder um máximo de 14,38% para 6,932 euros. 

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias