Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bruxelas aprova apoio de 50 milhões para modernizar linha ferroviária Cascais-Lisboa

O investimento estimado para a modernização da linha ferroviária suburbana é de 70 a 75 milhões de euros, segundo a Infraestruturas de Portugal (IP).

Pedro Catarino
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

A Comissão Europeia aprovou um investimento de 50 milhões de euros para a modernização da linha ferroviária entre Lisboa e Cascais, informou esta quinta-feira Bruxelas.

Este apoio, com verbas provenientes do Fundo de Coesão, representa cerca de dois terços do investimento de 70 a 75 milhões de euros que a Infraestruturas de Portugal (IP) estimava, em dezembro do ano passado, lançar em concursos este ano.

Os trabalhos previstos nesta linha com a extensão de 25 quilómetros incluem "a instalação de novos sistemas elétricos, de sinalização e de controlo destinados a tornar as viagens de comboio mais seguras e eficientes do ponto de vista energético, nesta importante linha suburbana que serve dezenas de milhares de pessoas diariamente", refere a Comissão.

"Graças aos esforços de modernização do sistema elétrico, estima-se que o consumo de energia seja reduzido em 50% até 2023", sublinha ainda o comunicado.


"A linha Lisboa-Cascais é a segunda mais movimentada da rede ferroviária nacional. Ao torná-la mais segura e mais eficiente, queremos incentivar a transição dos carros para os transportes públicos de dezenas de milhares de pessoas que se deslocam para Lisboa todos os dias e, assim, reduzir a congestão do tráfego e a poluição, a fim de obter um ambiente urbano mais saudável e mais limpo", destaca a comissária responsável pela Coesão e Reformas, Elisa Ferreira, citada no comunicado.

Em dezembro, o vice-presidente da Infraestruturas de Portugal (IP), Carlos Fernandes, salientou que o conjunto das intervenções previstas irá decorrer entre este ano e 2023, garantindo que os primeiros dois grandes concursos – para a construção de uma nova subestação, que se deverá localizar em Sete Rios, e para a sinalização eletrónica – avançariam ainda em 2020.  

O responsável explicou que as intervenções previstas vão também incidir ao nível da via, da catenária, assim como das próprias estações, desde as plataformas, telheiros a edifícios, lançando assim a empresa vários concursos.

"A supressão de uma passagem de nível e a intervenção nos edifícios são projetos que vamos fazer durante o próximo ano e provavelmente estas empreitadas só serão lançadas em 2021. Mas a sinalização e a subestação, que são os grandes concursos, serão lançados em 2020", afirmou.

Ver comentários
Saber mais Bruxelas Cascais-Lisboa Cascais Lisboa Comissão Europeia IP transporte ferroviário
Mais lidas
Outras Notícias