Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Metro de Lisboa adjudica comboios e sinalização à Stadler e Siemens por 114 milhões

O Metropolitano da capital vai investir 114 milhões de euros na compra de 42 novas carruagens e na modernização do sistema de sinalização. A adjudicação foi aprovada esta sexta-feira.

Metro de Lisboa derrapa para 2024
Miguel Baltazar
Negócios 24 de Janeiro de 2020 às 16:39
  • Partilhar artigo
  • ...

O Metropolitano de Lisboa aprovou esta sexta-feira a adjudicação do concurso para o novo sistema de sinalização ferroviária e aquisição de 14 novas unidades triplas (42 carruagens) ao agrupamento Stadler Rail Valencia e Siemens Mobility, anunciou a empresa em comunicado.

Este concurso, que tinha sido objeto, em dezembro, de uma ação em tribunal de impugnação por parte do consórcio da empresa francesa Thales e da chinesa CRRC Tangshan, acaba agora de ser adjudicado, significando para o Metro um investimento de 114,5 milhões de euros.


"A adjudicação foi aprovada hoje na sequência do concurso público internacional lançado em setembro de 2018. O prazo global do contrato é de 77 meses, contados após visto prévio do Tribunal de Contas", refere ainda a empresa.


A adjudicação inclui, entre outros, o fornecimento de 42 carruagens, a instalação do sistema de controlo automático e contínuo de comboios em 70 comboios já existentes, a implementação de funcionalidades de proteção, de operação e de supervisão em toda a extensão das linhas Azul, Amarela e Verde.


"A aquisição de 14 novas unidades triplas vai melhorar a oferta de comboios e serviços do Metro de Lisboa, permitindo mais conforto e acessibilidade para os clientes, bem como um sistema de comunicação com os clientes que vai permitir informação variável e flexível e sistemas de segurança e vídeo vigilância mais modernos", afirma a empresa a mesma nota.


Segundo salienta, "a aposta nos novos sistemas CBTC substituindo um sistema da década de 70 e já obsoleto vai permitir um controlo contínuo do movimento dos comboios e um aumento da frequência e da regularidade do serviço público de transporte prestado", garantindo "a oferta de comboios, em número e frequências mais adaptados às necessidades do serviço público e com segurança acrescida".


Esta aquisição faz parte de um conjunto de investimentos da empresa, que passam ainda pela expansão da sua rede.

Esta sexta-feira o Metropolitano anunciou que para o criação da futura linha circular, um dos lotes a concurso recebeu quatro propostas, enquanto o outro ficará deserto depois dos concorrentes têm apresentado preços acima do valor base.  Já a empreitada de construção de dois viadutos junto à atual estação do Campo Grande está atualmente em fase de qualificação de concorrentes.

Ver comentários
Saber mais Metro de Lisboa transportes Stadlder Siemens
Outras Notícias