Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Portagens do Túnel do Marão e da A21 não sobem para a classe 1

Apenas 22% das taxas de portagem cujo valor é receita da Infraestruturas de Portugal aumentam a 1 de Janeiro. Para a classe 1, várias auto-estradas mantêm os preços, mas entre os maiores aumentos estão a Via do Infante, de 15 cêntimos, e a antiga Scut Beiras Litoral e Alta, de 25.

Bruno Simão/Negócios
Maria João Babo mbabo@negocios.pt 28 de Dezembro de 2018 às 17:13
  • Partilhar artigo
  • 2
  • ...

Nas auto-estradas cujo valor de portagem constitui receita da Infraestruturas de Portugal (IP), apenas em 22% das tarifas praticadas (111 de um total de 500) haverá uma actualização das taxas cobradas a partir do próximo dia 1 de Janeiro.

Em comunicado, a empresa anunciou que em muitas das auto-estradas não haverá qualquer aumento do valor da portagem para a classe 1, sendo esse o caso das concessões do Túnel do Marão, Auto-estrada Transmontana (A4), A21 (Ericeira-Venda do Pinheiro), Litoral Oeste (troços da A8 e A19), Pinhal Interior (A13 e A13-1), Grande Lisboa (A16) e Grande Porto (troços da A4, A41 e A42), assim como nos troços iniciais da A23 sob gestão da IP (entre Torres Novas e Abrantes).

As taxas de portagem são actualizadas a cada ano com base no índice de preços ao consumidor (IPC) de Outubro do ano anterior, excluindo habitação. No entanto, o método de actualização inclui um mecanismo de arredondamento das taxas para o múltiplo de cinco cêntimos mais próximo. Ou seja, se os aumentos forem inferiores a 2,5 cêntimos a portagem manter-se-á inalterada, enquanto se o aumento for superior a 2,5 cêntimos há um arredondamento automático para cinco cêntimos.

De acordo com informação divulgada esta sexta-feira pela IP, haverá aumentos para veículos de classe 1 em auto-estradas como a Via do Infante (A22), que passa de 8,85 euros para 9 euros, ou seja de 15 cêntimos.  

Terão também lugar actualizações para a classe 1 em concessões como a Interior Norte, igualmente de 15 cêntimos, na Norte Litoral, de 10 cêntimos, e na Baixo Tejo e Litoral Oeste, de cinco cêntimos. Na antiga Scut das Beiras Litoral e Alta a subida é a mais elevada, de 25 cêntimos.


Também na A29, que integra a Costa da Prata, e na A7 e A11, que integram a concessão Norte, os veículos da classe 1 vão pagar mais.    

 

Ver comentários
Saber mais auto-estrada portagem Infraestruturas de Portugal
Outras Notícias