Bolsa Acções da Ericsson disparam 17% após forte redução de prejuízos

Acções da Ericsson disparam 17% após forte redução de prejuízos

A Ericsson fechou o primeiro trimestre com prejuízos de 700 milhões de coroas suecas (67,4 milhões de euros), uma melhoria de 93%. As acções da empresa disparam mais de 17% na bolsa de Estocolmo.
Acções da Ericsson disparam 17% após forte redução de prejuízos
Pedro Curvelo 20 de abril de 2018 às 11:00

As acções da Ericsson estão a disparar na bolsa de Estocolmo, depois de a empresa ter reportado uma redução de 93% nos prejuízos face ao registado no primeiro trimestre de 2017.

Os títulos sobem 17,03% para 65,02 coroas suecas, depois de terem chegado a disparar um máximo de 18,25% para 65,70 coroas suecas, o valor mais alto desde 16 de Março. 

Os resultados da Ericsson foram impulsionados por uma maior margem de lucro e um corte nos custos operacionais tendo, contudo, a quebra nas vendas impedido uma melhoria mais acentuada.

Os prejuízos operacionais cifraram-se em 300 milhões de coroas suecas (28,9 milhões de euros, ao câmbio actual), uma melhoria de 97% em termos homólogos.

As vendas sofreram uma quebra de 9%, para os 4.179,2 milhões de euros, pressionadas pelos maus resultados registados no Nordeste e Sudeste asiático, Oceania e Índia.

Nos primeiros três meses do ano, a Ericsson eliminou três mil postos de trabalho. Desde Julho do ano passado, a empresa suprimiu 18 mil empregos, no âmbito de um plano de reestruturação.





pub

Marketing Automation certified by E-GOI