Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bolsas europeias em máximos registam maior ganho semanal desde Janeiro

O índice que reúne as 600 maiores empresas europeias subiu pela quarta sessão consecutiva e completou o maior ganho semanal desde Janeiro. Esta sexta-feira atingiu o valor mais elevado de sempre acima dos 412 pontos.

A carregar o vídeo ...
European Stocks Hit All-Time High
Rita Faria afaria@negocios.pt 10 de Abril de 2015 às 18:20
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...

O índice de referência para a Europa, o Stoxx600, encerrou em alta esta sexta-feira, 10 de Abril, com uma valorização de 0,92% para 412,93 pontos, o valor mais elevado de sempre.

 

As bolsas europeias encerraram em alta pela quarta sessão consecutiva e completaram o maior ganho semanal desde Janeiro. Em apenas quatro dias, acumularam uma valorização de 3,8%.

 

Esta sexta-feira, as maiores subidas foram protagonizadas pelo alemão DAX, que subiu 1,71%, e pelo Footsie londrino, que ganhou 1,06%. O único índice que encerrou em queda foi o português PSI-20 num dia em que a bolsa de Atenas não negociou devido às comemorações da Páscoa ortodoxa.

 

O optimismo dos investidores tem sido alimentado pelo programa de flexibilização quantitativa promovido pelo Banco Central Europeu (BCE) que tem conduzido a moeda única para descidas sucessivas. No dia 7 de Abril, foi divulgado que o BCE comprou, pelo menos, 60 mil milhões de euros em activos, durante o mês de Março. Desta forma, a instituição monetária superou o objectivo mensal por si traçado. A dívida soberana portuguesa adquirida sob este programa ascende a 1,073 mil milhões de euros.

 

"Este ano será a resposta da Europa ao que as acções dos Estados Unidos nos deram em 2013", referiu, em declarações à Bloomberg, Peter Grabry, estratega do Saxo Bank. "As empresas estão a enfrentar taxas de financiamento extremamente baixas, o euro no nível mais baixo em uma década, preços baixos do petróleo, um programa de flexibilização quantitativa [do BCE] e uma economia em crescimento. Se todos estes factores positivos não colocarem a Europa no eixo, nada o fará".

 

Esta semana, em particular, ficou marcada por fusões e aquisições que animaram os investidores. A cotada europeia que mais subiu durante a semana foi o BG Group, que acumulou uma valorização superior a 37%. Isto depois de, na quarta-feira, a Royal Dutch Shell ter acordado a compra do BG Group por 47 mil milhões de libras (cerca de 64,2 mil milhões de euros) em dinheiro e acções, o que representa o maior negócio da indústria de gás e petróleo da última década.

 

Destaque também para a TNT Express, que está a ser alvo de uma OPA por parte da FedEx e acumula um ganho de 28%. A FedEx chegou a acordo para comprar a TNT na terça-feira, 7 de Abril. Os accionistas da holandesa vão receber 4,4 mil milhões de euros, um prémio de 33% face ao valor de fecho das acções na sessão bolsista que antecedeu o anúncio. A operação tem como objectivo a expansão da FedEx na Europa. 

 

A Galp Energia surge em terceiro lugar no top da semana, ao subir mais de 16,5%, a beneficiar da compra do BG Group por parte da Shell. Apesar de não estar ligada directamente ao negócio, a petrolífera nacional poderá beneficiar dele.

 

Ver comentários
Saber mais Europa PSI-20 mercado e câmbios bolsa economia negócios e finanças BCE BG Group Royal Dutch Shell FedEx Galp Energia
Outras Notícias