Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Euro regista a maior queda semanal desde Setembro de 2011

A divisa europeia registou esta semana a maior queda semanal desde Setembro de 2011, ao recuar 3,45%. A queda do euro tem lugar numa altura em que a Fed estará a equacionar aumentar as taxas de juro.

Negócios 10 de Abril de 2015 às 19:02
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

A moeda única da Zona Euro registou na semana que termina esta sexta-feira, 10 de Abril, a maior queda semanal desde Setembro de 2011 face ao dólar. Esta semana, o euro recuou 3,45%. Na sessão de hoje, a moeda europeia desce 0,65% para 1,0590 dólares.

 

A desvalorização da moeda europeia tem lugar numa altura em que a Reserva Federal dos Estados Unidos (Fed) pondera aumentar as taxas de juro enquanto os principais bancos centrais mundiais, incluindo o Banco Central Europeu, concedem estímulos à economia. A Bloomberg assinala mesmo a moeda norte-americana aprecia numa altura em que o mercado especula que os custos de financiamento nos Estados Unidos vão aumentar este ano, apesar dos responsáveis da Fed apontarem que uma subida não vai acontecer antes de 2016.

 

Por outro lado, o programa de flexibilização quantitativa do BCE estará a ajudar o Velho Continente a atingir as suas metas económicas mas estará a penalizar a viabilidade a longo prazo do euro. "Como moeda de reserva, o euro está a desmoronar-se", defende Daniel Fermon, estratega do Société Générale em declarações à Bloomberg. "Enquanto houver um [programa] de 'quantitative easing' total, não há necessidade de investir. O problema de momento é que não vemos espaço para a moeda. O dinheiro está a fluir", acrescentou.

 

Ver comentários
Saber mais Zona Euro Reserva Federal dos Estados Unidos Fed Banco Central Europeu mercado cambial euro
Outras Notícias