Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BPI em mínimos de quase cinco meses antes dos resultados da OPA

As acções do banco liderado por Fernando Ulrich estão a afundar mais de 5% na bolsa de Lisboa, no dia em que serão revelados os resultados da OPA do catalão CaixaBank.

Paulo Duarte/Negócios
Rita Faria afaria@negocios.pt 08 de Fevereiro de 2017 às 08:54
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...

As acções do BPI estão em forte queda esta quarta-feira, 8 de Fevereiro, dia em que serão conhecidos os resultados da OPA do catalão CaixaBank sobre a instituição liderada por Fernando Ulrich.

Os títulos do BPI descem 5,16% para 1,066% - o valor mais baixo desde 16 de Setembro de 2016 – depois de terem chegado a afundar um máximo de 5,43% para 1,063 euros. A cotação actual está quase 6,5% abaixo do preço oferecido pelos espanhóis na OPA, de 1,134 euros por acção.

Tal como avança o Negócios esta quarta-feira, na sequência da OPA o CaixaBank ficou próximo do controlo total do BPI.

Com a saída da empresária angolana Isabel dos Santos – que vendeu a posição de 18,6% no BPI por 306,9 milhões de euros – dos Violas Ferreira e do Banco BIC, o CaixaBank terá assegurado, pelo menos, mais de 75% do capital da instituição. Mas há quem admita que a posição de domínio possa mesmo ter superado o limiar dos 90%.

Os resultados da OPA vão ser conhecidos esta tarde, na sessão especial de bolsa às 16:30 na sede da Euronext Lisboa, na Avenida da Liberdade, em Lisboa. O presidente do CaixaBank, Gonzalo Gortázar, vai estar na capital portuguesa para celebrar o sucesso da OPA, e apresentará os resultados juntamente com Fernando Ulrich, numa conferência de imprensa conjunta. 

Depois de o CaixaBank ter garantido, no anúncio de lançamento da OPA, que iria manter o BPI cotado na Euronext Lisbon, os especialistas advertem que os investidores que não venderam as suas acções na operação podem ficar presos a títulos sem qualquer liquidez. No caso de o CaixaBank ter ficado com mais de 90% do capital, poderá lançar uma oferta de aquisição potestativa. 
Ver comentários
Saber mais BPI CaixaBank Fernando Ulrich banca acções
Mais lidas
Outras Notícias