Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Depois de IPO, Saudi Aramco pode vender obrigações islâmicas

A petrolífera saudita está a considerar avançar pela primeira vez com a venda de obrigações islâmicas. Trata-se de mais uma tentativa da empresa da Arábia Saudita para reduzir a elevada dependência das receitas do petróleo.

Bloomberg
Patrícia Abreu pabreu@negocios.pt 02 de Fevereiro de 2016 às 10:19
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A Saudi Aramco está determinada em reduzir a sua dependência das receitas do petróleo. A petrolífera saudita, que já admitiu avançar com a venda de acções junto de investidores estrangeiros, poderá estar agora a analisar a emissão de títulos de dívida islâmicos.


É considerada a empresa mais valiosa do mundo, mas nem por isso está a escapar intacta à crise do petróleo. Com as maiores reservas de petróleo do mundo – 261 mil milhões de barris – e a maior produção diária, de 12,5 milhões de barris por dia, a Saudi Aramco está a estudar várias hipóteses para diversificar as suas fontes de receitas.


Depois de ter avançado que está a considerar "todas as hipóteses" relativamente a um futuro IPO, incluindo a venda de acções a investidores internacionais, a empresa estará em conversações com bancos para vender pela primeira vez obrigações islâmicas, avança a Bloomberg, que cita fontes próximas das negociações.


De acordo com a mesma notícia, a petrolífera estará a considerar o lançamento de um programa que pode incluir a emissão de várias obrigações islâmicas ao longo dos próximos anos. Não foram, no entanto, avançados quaisquer detalhes sobre o montante da emissão.


A companhia detida pelo Estado saudita está determinada em manter os seus investimentos em projectos de petróleo e gás, apesar da quebra das cotações. No ano passado, o petróleo representou cerca de 73% das receitas da Arábia Saudita.

Ver comentários
Saber mais Saudi Aramco Arábia Saudita petróleo IPO obrigações islâmicas dívida
Mais lidas
Outras Notícias