Bolsa Europa volta a mergulhar no vermelho e arrasta Lisboa

Europa volta a mergulhar no vermelho e arrasta Lisboa

Depois de uma manhã de ganhos, as praças europeias regressaram às perdas. A bolsa de Lisboa também está a cair, pressionada pela descida de mais de 2% da EDP Renováveis.
Europa volta a mergulhar no vermelho e arrasta Lisboa
Pedro Catarino/CM
Rita Atalaia 27 de dezembro de 2018 às 12:36
As praças europeias arrancaram o dia em alta, à boleia dos ganhos expressivos em Wall Street. Mas esta recuperação rapidamente se inverteu, com as bolsas do Velho Continente de volta ao vermelho. Lisboa não é excepção, a ser pressionada pela descida de mais de 2% da EDP Renováveis. 

O índice de referência nacional, o PSI-20, está a cair 0,33% para 4.624,87 pontos. Isto depois de ter registado uma subida de 1,10% nos primeiros minutos de negociação. O mesmo está a acontecer com as restantes praças europeias, com o Stoxx 600 a ceder 0,92% para 332,17 pontos, anulando uma recuperação inicial. 

Os receios em torno da desaceleração económica mundial, das tensões comerciais (especialmente entre os EUA e a China) e da paralisação ("shutdown") parcial dos serviços federais norte-americanos têm contribuído para o pessimismo dos investidores.

Mas ontem o sentimento foi de optimismo. A ajudar ao bom desempenho de Wall Street esteve um conselho do presidente Donald Trump aos investidores: aproveitem para comprar acções, que ficaram a bons preços devido ao movimento generalizado de vendas. Contudo, este sinal positivo acabou por não prevalecer entre as praças do Velho Continente. 

Por cá, a EDP Renováveis é das cotadas que mais pressiona o índice nacional. A energética está a cair 2,11% para 7,44 euros, enquanto a casa-mãe, a EDP, está a ceder 0,97% para 2,955 euros. 

Ainda do lado das perdas, destaque para o BCP, com o banco liderado por Miguel Maya a recuar 0,18% para 22,66 cêntimos. 

A contrariar este sentimento negativo e a travar uma queda maior do PSI-20 segue a Jerónimo Martins. A retalhista sobe 1,09% para 10,215 euros. Já a Galp Energia mantém-se acima da linha de água - valoriza 0,07% para 13,53 euros - apesar de os preços do petróleo estarem a cair cerca de 1,5% nos mercados internacionais. 




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI