Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Lisboa fecha em leve queda com Galp a sofrer segundo tombo consecutivo

A bolsa portuguesa terminou a derradeira sessão da semana no vermelho, num dia misto na Europa. A pesar no índice nacional esteve a Galp, que acompanhou a forte quebra nos preços do petróleo.

Andy Brown chegou há um ano à Galp. “Um ano sem precedentes.”
Pedro Curvelo pedrocurvelo@negocios.pt 17 de Junho de 2022 às 16:43
  • Partilhar artigo
  • 38
  • ...
O PSI deslizou 0,11% para 5.881,75 pontos num dia em que as principais preças europeias dividem-se entre ganhos e perdas, sem grande amplitude em qualquer dos casos.

Das 15 cotadas do índice nacional nove encerraram em alta e seis em queda.

A derrubar o PSI esteve principalmente a Galp, com uma queda de 4,77%, para 11,18 euros, pressionada pelo recuo em torno de 5% nos preços do petróleo. Esta é a segunda sessão consecutiva em que a petrolífera é a cotada mais castigada, depois de ontem ter perdido 6,34%.

A pesar estiveram também a Semapa, com um recuo de 2,55%, e os pesos pesados EDP e Jerónimo Martins, ambas com quedas de 0,65%.

Pela positiva, a Altri avançou 3,02%, enquanto a Corticeira Amorim e os CTT ganharam 2,18% e 2,16%, respetivamente.

A atenuar o impacto da queda da Galp, a EDP Renováveis subiu 1,87% e o BCP valorizou 1,7%.
Ver comentários
Outras Notícias