Bolsa PSI-20 sobe 1% com EDP Renováveis em máximos

PSI-20 sobe 1% com EDP Renováveis em máximos

A bolsa nacional está a valorizar 1% com 15 cotadas em alta e três inalteradas, recuperando pela segunda sessão consecutiva das fortes quedas registadas.
A carregar o vídeo ...
Tiago Varzim 08 de agosto de 2019 às 08:10
A bolsa nacional abriu em alta com uma valorização de 1,04% para os 4.890,04 pontos esta quinta-feira, 8 de agosto, acompanhando os ganhos da Europa. A EDP Renováveis volta a subir e a bater máximos históricos. 

Na Europa, a tendência também é positiva com o Stoxx 600, o índice que agrega as 600 principais cotadas europeias, a valorizar 0,95% para os 372,1 pontos. O mercado bolsista europeu é contagiado pela onda verde da Ásia onde as bolsas valorizaram. A dar otimismo aos investidores esteve a taxa de câmbio fixada pelo Banco Popular da China, o que contribuiu para a valorização da divisa chinesa face ao dólar, afastando as preocupações que marcaram o arranque da semana e provocaram fortes quedas nos quatro cantos do mundo.

Em Lisboa, 15 cotadas valorizam, nenhuma desvaloriza e três estão inalteradas. Um dos destaques pela positiva vai para a EDP Renováveis que voltou a superar os máximos históricos atingidos na sessão anterior. A cotada valoriza 1,05% para os 9,62 euros. A casa-mãe, a EDP, também sobe 1,05% para os 5,368 euros.

Além disso, o BCP, após 11 sessões em queda, está a valorizar. O banco registou o maior ciclo de perdas desde 1993, ano em que entrou na bolsa nacional, mas as ações estão hoje a recuperar 1,03% para os 21,63 cêntimos. "O BCP será certamente um dos títulos a captar as atenções", antecipavam os analistas do BPI no comentário de bolsa.

As cotadas do setor do papel também estão a recuperar terreno depois das quedas das últimas sessões. A Altri está a valorizar 1,5% para os 5,42 euros. 

Numa altura em que o petróleo está a recuperar mais de 2% e 3% em Londres e Nova Iorque, as ações da Galp Energia sobem 1,27% para os 13,12 euros. 

Entre as cotadas há também a assinalar a subida de 0,54% para os 1,574 euros das ações da Mota-Engil após a Bloomberg ter noticiado que o consórcio onde a Mota-Engil tem uma participação ganhou um contrato no Panamá avaliado em 178 milhões de dólares (160 milhões de euros). Além deste contrato, a Mota-Engil celebrou também contratos no Brasil e no Peru.

Com esta subida, o PSI-20 já recupera as perdas desta semana, mas não as da semana passada. 

(Notícia atualizada com mais informação às 8h20)



Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI