Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Quedas do BCP e Galp deixam bolsa em mínimo de Abril

A bolsa nacional fechou esta quinta-feira no nível mais baixo desde 18 de Abril. Com 16 cotadas em queda, o PSI-20 acompanhou a tendência negativa dos mercados europeus no dia em que o Banco Central Europeu manteve a taxa de juro de referência da Zona Euro e baixou as perspectivas de crescimento da região.

A carregar o vídeo ...
Ana Luísa Marques anamarques@negocios.pt 06 de Junho de 2013 às 16:49
  • Assine já 1€/1 mês
  • 37
  • ...

O principal índice da bolsa nacional recuou 1,36% para os 5.793, 19 pontos, o nível mais baixo desde 18 de Abril, dia em que o PSI-20 fechou nos 5.673,76 pontos. Com 16 cotadas em queda e quatro em alta, o mercado português encerrou no vermelho pela segunda sessão consecutiva.

 

A bolsa nacional acompanhou assim as quedas registadas na maioria dos mercados europeus, penalizados esta quinta-feira pelas palavras do presidente do Banco Central Europeu, Mario Draghi. A instituição decidiu manter a taxa de juro da Zona Euro no mínimo histórico de 0,5%, aguardando agora mais dados económicos que lhe permitam avaliar a necessidade de novas reduções no preço do dinheiro.

 

Na conferência de imprensa mensal em Frankfurt, Mario Draghi apresentou novas projecções trimestrais da equipa de economistas do Eurosistema para o crescimento e para a inflação da Zona Euro. Estas apontam para uma recessão ligeiramente maior este ano (-0,6%), e para uma recuperação um pouco maior em 2014 (1,1%). A inflação manter-se-á abaixo de 1,5% nos dois anos.

 

Maioria das cotadas do PSI-20 perde mais de 1%

O mercado português fechou com 16 cotadas em terreno negativo, 15 das quais a cair mais de 1%. As quedas mais acentuadas registaram-se no sector bancário: o Banif perdeu 4,90% para os 9,7 cêntimos, o BCP recuou 3,85% para os 10 cêntimos, o BES desvalorizou 2,50% para os 74,1 cêntimos e o BPI caiu 1,78% para os 99,2 cêntimos.

 

Em queda acentuada encerrou também a Portugal Telecom, ao desvalorizar 2,25% para os 3,30 euros, a aliviar dos fortes ganhos registados esta semana na sequência da nomeação de Zeinal Bava para presidente executivo da operadora brasileira Oi.  

 

A impedir uma desvalorização mais acentuada do PSI-20 estiveram os títulos da EDP e da Sonaecom.

 

A eléctrica ganhou 0,33% para os 2,466 euros e a dona da Optimus avançou 2,94% para 1,575 euros.

 

O banco de investimento espanhol Santander emitiu esta quinta-feira uma nota de análise em que identifica uma “oportunidade de negociação” nas acções da Sonaecom, que se encontram subavaliadas em mais de 30% face ao valor implícito no acordo de fusão da Optimus com a Zon.

Ver comentários
Saber mais bolsa nacional PSI-20 BCP Galp
Outras Notícias