Bolsa Vitória de Macron impulsiona PSI-20 para máximo de 2015

Vitória de Macron impulsiona PSI-20 para máximo de 2015

As acções do BCP, que hoje apresenta os resultados do primeiro trimestre, são as que mais impulsionam o PSI-20.
A carregar o vídeo ...
Nuno Carregueiro 08 de maio de 2017 às 08:12

A bolsa nacional abriu a semana em alta, a acompanhar o sentimento das principais praças europeias, com os mercados a respirarem de alívio com a vitória de Emmanuel Macron nas presidenciais francesas.

 

O PSI-20 valoriza 0,52% e já alcançou um máximo de 31 de Dezembro de 2015 nos 5.281,96 pontos. A tendência é de alta generalizada, com 15 cotadas do índice em alta, três em queda e uma sem variação.

 

Macron ganhou com 65% dos votos, vencendo Marine Le Pen, a candidata da extrema-direita, um desfecho já esperado pelos mercados e que foi bastante antecipado depois dos resultados da primeira volta. Ainda assim, o efeito na abertura da sessão das bolsas europeias volta a ser positivo, embora os índices marquem apenas ganhos ligeiros.

 

Na praça portuguesa destaca-se o BCP, com uma valorização de 1,74% para 23,4 cêntimos. O banco liderado por Nuno Amado apresenta esta segunda-feira, após o fecho da bolsa de Lisboa, os resultados referentes ao primeiro trimestre de 2017. Os analistas apontam para lucros de 42 milhões de euros, o que compara com os 46,7 milhões de euros registados no mesmo período do ano passado.

 

Também a contribuir para a alta do PSI-20, a Galp Energia aproveita a recuperação dos preços do petróleo e valoriza 0,43% para 13,99 euros. No resto do sector energético a tendência é a inversa, com a EDP a ceder 0,55% para 3,237 euros e a EDP Renováveis a cair 0,31% para 7,00 euros.

 

A Altri sobe 1,29% depois de ter anunciado os resultados do primeiro trimestre, enquanto a Cofina está em queda (-2,01% para 29,2 cêntimos) depois de ter anunciado os números dos primeiros três meses do ano.

  




pub

Marketing Automation certified by E-GOI