Crédito Bancos emprestam quase mil milhões às famílias em Julho

Bancos emprestam quase mil milhões às famílias em Julho

O crédito à habitação continua a representar metade do dinheiro que é concedido aos particulares pelas instituições financeiras, de acordo com os dados do Banco de Portugal.
Bancos emprestam quase mil milhões às famílias em Julho
Bruno Simão/Negócios
Raquel Godinho 13 de setembro de 2016 às 12:37

As famílias pediram 954 milhões de euros emprestados aos bancos, em Julho. Este montante, próximo dos mil milhões de euros, representa, ainda assim, uma queda de 12% face ao mês anterior, revelam os dados do Banco de Portugal, publicados esta terça-feira. Os empréstimos para a compra de casa continuam a ser os mais relevantes.

Dos 954 milhões de euros de novo crédito concedido às famílias, em Julho, 485 milhões de euros são relativos ao crédito à habitação. Este montante fica abaixo dos 587 milhões de euros emprestados um mês antes e que representou o valor mais elevado desde Março de 2011. Nos primeiros sete meses do ano, os bancos já emprestaram 3.184 milhões de euros para a compra de casa, mais 54% do que no período homólogo.

Também no crédito ao consumo o montante concedido desceu ligeiramente face ao mês anterior. Foram emprestados 299 milhões de euros, o que compara com os 326 milhões de euros relativos ao mês anterior. No acumulado do ano, foram concedidos 2.130 milhões de euros.


Já no crédito para outros fins verificou-se um ligeiro aumento. As novas operações ascenderam a 170 milhões de euros, mais do que os 166 milhões de euros concedidos, em Junho. Entre Janeiro e Julho, o novo montante financiado totalizou os 1.128 milhões de euros.


Crédito às empresas cai para mínimos de Abril

Quanto ao novo financiamento às empresas, o montante ascendeu a 2.481 milhões de euros. Ficou abaixo dos 2.617 milhões de euros emprestados, em Junho. Trata-se mesmo do valor mais baixo desde o passado mês de Abril, de acordo com os dados do Banco de Portugal.


A diminuição foi sentida tanto nas operações das grandes empresas como nas companhias de menor dimensão. Nas operações até um milhão de euros, foram emprestados 1.474 milhões de euros, menos do que os 1.581 milhões de euros concedidos um mês antes. Já as operações de valor superior a um milhão de euros, ascenderam a 1.007 milhões de euros, abaixo dos 1.036 milhões de euros do mês anterior.


Desde o início do ano, foram concedidos 17.912 milhões de euros a empresas, menos 10% do que nos primeiros sete meses do ano passado.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI