Crédito Mais de um terço das reclamações ao BdP são sobre crédito

Mais de um terço das reclamações ao BdP são sobre crédito

O Banco de Portugal recebeu mais de 15 mil reclamações de clientes bancários, no ano passado. Um número ligeiramente inferior ao ano anterior, revela o supervisor.
Mais de um terço das reclamações ao BdP são sobre crédito
Tiago Sousa Dias
Raquel Godinho 10 de abril de 2019 às 17:05
Mais de um terço das reclamações que são feitas ao Banco de Portugal estão relacionadas com o crédito. 24,8% são relativas ao crédito ao consumo e 13% aos empréstimos para a compra de casa, revela o Relatório de Supervisão Comportamental relativo a 2018, publicado esta quarta-feira, 10 de abril.
O Banco de Portugal "recebeu 15.254 reclamações dos clientes bancários, um número próximo, ainda que ligeiramente inferior, ao registado em 2017", revela o relatório do supervisor. No ano anterior, tinham sido recebidas 15.282 queixas relacionadas com os produtos bancários.
Por produto, as contas de depósito, o crédito ao consumo e o crédito à habitação, que são os produtos mais contratados, são também os principais alvos de queixas, representando 31,5%, 24,8% e 13% das reclamações recebidas, respetivamente. 
Relativamente às contas, as reclamações recebidas diminuíram face a 2017. Caíram 5,1%, sendo que a cobrança de comissões ou encargos foi a matéria mais reclamada. Já as queixas sobre crédito ao consumo cresceram 10,1%, sendo que o reporte das responsabilidades de crédito dos clientes foi a matéria que motivou mais reclamaçóes.
Em mais de metade das situações (56%) não foram detetados indícios de infração na atuação da instituição financeira. Esta percentagem caiu face as 62% do ano anterior. Nas restantes situações (44%), a situação foi sanada pela instituição financeira, por sua iniciativa ou por imposição do Banco de Portugal. 
Em média, o Banco de Portugal demorou, no ano passado, 28 dias a encerrar uma reclamação, menos 11 dias do que em 2017. 
Foram emitidas 922 determinações específicas e recomendações dirigidas a 66 instituições e foram instaurados 47 processos de contraordenação contra 19 instituições. 344 das determinações e recomendações incidiram sobre o crédito à habitação. 



pub

Marketing Automation certified by E-GOI