Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Portugal. The Man "batem o pé" contra "streaming" e lançam novo single em exclusivo numa plataforma cripto

O produtor canadiano Deadmau5 e a banda norte-americana "Portugal.The Man" vão lançar a música "This Is Fine" em formato NFT. O objetivo é "bater o pé" contra as plataformas de "streaming".

Portugal.The Man D.R.
Fábio Carvalho da Silva fabiosilva@negocios.pt 02 de Dezembro de 2021 às 19:20
O produtor canadiano Deadmau5 e a banda norte-americana "Portugal.The Man" vão lançar um NFT - um "token" não fungível - de um "single".

O lançamento ocorre no arranque da Semana da Arte em Miami, nos EUA. Os artistas fizeram uma parceria para lançar o novo single, intitulado "This Is Fine" ("Isto é bom", em português).

A música será lançada em exclusivo na tecnologia "blockchain" da plataforma NEAR, uma empresa que trabalha neste setor e que prometeu este ano, durante um evento em Lisboa, investir na Europa e , em particular, em Portugal.

Assim, não poderá ouvir este novo "single" nem no Spotify, nem na Apple Music, por exemplo.

Cada unidade desta música vai custar 0,25 "tokens" NEAR (aproximadamente 1,94 euros, segundo a cotação do ativo apresentada esta quinta-feira, pela Coin Market Cap). Ao todo estarão disponíveis um milhão de unidades virtuais desta música.

A banda pretende ainda entrar na indústria do metaverso, tendo prometido recompensas para quem adquirir as primeiras unidades destes NFT, à semelhança do que acontece com alguns "fan tokens".

De entre o milhão de unidades desta musica, 750 mil serão disponibilizadas online durante a Semana da Arte de Miami, que decorre por estes dias.

"As restantes 250 mil unidades serão vendidas como pacotes com os seus próprios benefícios e bónus, incluindo um pacote 'Ultimate' de 50 mil unidades com obras de arte à medida, e 200 pacotes de 1.000 unidades, cada uma com sua própria obra de arte", pode ler-se no comunicado emitido pela banda e pelo produtor canadiano.

NFT: O futuro e a poupança dos artistas

Os NFT estão a tornar-se mais do que uma moda, uma forma de poupar para os artistas, que cada vez mais se queixam das alta comissões cobradas pelas plataformas de streaming, como a Apple Music e Spotify.

Os "tokens" não fungíveis transformaram-se assim numa "tábua de salvação para vários músicos", de tal modo que nas habituais previsões anuais do Saxo Bank, intituladas de "cisnes negros", pela sua improbabilidade, a instituição prevê que os músicos recorram a este ativo como forma de divulgarem as suas obras (até aqui uma estimativa bastante provável de acontecer), fenómeno que seria sucedido pelo fim das plataformas de steaming (aqui sim, uma maior improbabilidade).

Conan Osíris lançou a moda em Portugal, mas sem sorte

Em Portugal, a moda foi lançada por Conan Osíris (o nome artístico de Tiago Miranda), o músico que ganhou grande destaque ao ter vencido o Festival da Canção de 2019.

Em junho, um NFT da canção "Cobras" foi leiloado como um gesto de solidariedade, com uma licitação a partir de 500 unidades de Ethereum, o que equivalia na altura a um milhão de euros, sensivelmente, tendo em conta as cotações apresentadas pela Coin Market Cap.

O objetivo do leilão era ajudar os artistas que estavam sem trabalho, durante o período de pandemia, mas acabou por não arrancar por falta de propostas.
Ver comentários
Saber mais Portugal The Man NEAR Deadmau5 NFT Miami Spotify Apple Music Conan Osíris economia negócios e finanças artes cultura e entretenimento Informação sobre empresas Informação sobre empresas
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio