Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Solana cresce 14.000% ao ano e torna-se "o camisola amarela" na corrida "para tirar a coroa" à Ethereum

A Solana disparou 14.000% desde há um ano, um sinal claro para os analistas que acreditam que este criptoativo conseguirá superar a Ethereum, a segunda criptomoeda mais cotada do mercado.

Fábio Carvalho da Silva fabiosilva@negocios.pt 24 de Novembro de 2021 às 17:50
  • Partilhar artigo
  • 2
  • ...

A Solana disparou 14.000% desde há um ano, um sinal claro para os analistas que acreditam que este criptoativo conseguirá superar a Ethereum, a segunda criptomoeda mais cotada do mercado.

No dia sete de novembro, o ativo bateu um novo recorde histórico, quando o preço bateu nos 258,93 dólares, com uma capitalização de mercado de 3,87 mil milhões de dólares, valores humildes quando comparados com as cotações de cinco e quatro dígitos da Bitcoin e Ethereum, mas com um potencial expresso na taxa de crescimento ao ano.

Na última semana, o ativo tem seguido uma tendência positiva, depois de há cinco dias ter caído para os 194 dólares, uma oscilação a pique habitual no comportamento deste ativo, mesmo em tempos de ascensão.

Nas últimas 24 horas, a Solana desceu 2,87% para os 210,86 dólares, com uma perda na capitalização de mercado de 12,49% para os 2,2 mil milhões de dólares.

Raj Gokal, confundador da Solana Labs, chegou mesmo a afirmar, em entrevista à Bloomberg TV, que a "Solana tem potencial para superar a Ethereum por duas razões:a plataforma que lhe serve de base é mais rápida e mais barata".

A Solana torna-se assim "a camisola amarela" de uma corrida de várias "coins" que pretendem destronar o poder e influência da tecnologia blockchain da Ethereum, que já domina grande parte da estrutura de plataformas "crypto" e de finanças descentralizadas.

A Avalanche é outro ativo com potencial para esta substituição, com um crescimento anual de 3.000%.

A empresa criadora da criptomoeda, a AVA Labs, assinou inclusive uma parceria com a consultora Deloitte, para a constituição de uma plataforma de financiamento da Agência Federal dos EUA para situações de calamidade, fundamentada na tecnologia blockchain que serve de base à Avalanche. 

Para os analistas contactados pela Bloomberg, esta movimentação no mercado dos criptoativos é um sinal claro de que os investidores sentem que há plataformas tão ou mais seguras que a Ethereum e que são mais baratas.

"É mais um exemplo de uma tecnologia blockchain que supera a Ethereum em rapidez e custo. Esta concorrência faz bem ao mercado", explicou Jonathan Cheesman da FTX.

Ver comentários
Saber mais Solana Ethereum criptoativos moedas digitais
Outras Notícias