Mercados 5 coisas que precisa de saber para começar o dia

5 coisas que precisa de saber para começar o dia

Esta sexta-feira a Orey Antunes estará a reagir ao pedido de abertura de um Processo Especial de Revitalização. Já a Teixeira Duarte reagirá às contas dos primeiros nove meses do ano, reportadas ontem à noite, e a EDP deverá ver refletida na negociação de hoje a informação de que a BlackRock reforçou a sua posição na elétrica nacional. Por seu lado, o BCP viu a aposta na queda das suas ações diminuir, o que pode animar hoje a sua cotação.
5 coisas que precisa de saber para começar o dia
Carla Pedro 29 de novembro de 2019 às 07:30
Orey Antunes pede entrada em PER para evitar insolvência

A Sociedade Comercial Orey Antunes requereu ontem a abertura de um Processo Especial de Revitalização (PER) junto do Tribunal Judicial de Comarca de Lisboa, com vista à sua recuperação.

 

A informação foi divulgada na CMVM já durante a noite, pelo que a empresa liderada por Duarte d’Orey estará a reagir na sessão de hoje. A Orey encerrou ontem perder 21,54% para 10,2 cêntimos.

 

 

Lucros da Teixeira Duarte quase triplicam nos primeiros nove meses

A Teixeira Duarte reportou um resultado líquido positivo de 20,05 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano, um aumento de 182,6% face aos 7,09 milhões de lucros no período homólogo de 2018.

 

As contas foram divulgadas ontem, já depois do fecho da bolsa nacional, pelo que os títulos estarão a reagir na sessão desta sexta-feira.

 

 

Blackrock reforça na EDP e Lansdowne reduz aposta na queda do BCP

A Blackrock reforçou a participação que detém na EDP, de 4,997% para 5%. A informação foi avançada ontem junto da CMVM, já depois do fecho da bolsa nacional, pela elétrica nacional liderada por António Mexia.

 

Por outro lado, o fundo de cobertura de risco britânico Lansdowne Partners reduziu as suas posições curtas ("shorts" – aposta na queda das ações) no BCP, de 1,03% para 0,92%.

 

 

Wall Street reabre na Black Friday

As bolsas norte-americanas regressam esta sexta-feira à negociação, depois do encerramento na quinta-feira para celebração do Dia de Ação de Graças. A sessão de hoje é três horas mais curta, com as praças em Nova Iorque a encerrarem às 13:00 locais (18:00 em Lisboa).

 

A perspetiva de um acordo comercial parcial entre os EUA e a China tem animado as bolsas e dado novos máximos históricos a Wall Street, mas na quarta-feira, já depois do fecho das bolsas do outro lado do Atlântico, Donald Trump assinou ontem a legislação norte-americana de apoio a Hong Kong nas suas pretensões de autonomia face à China – o que deverá constituir um novo foco de tensão nas negociações comerciais entre Washington e Pequim e mexer hoje com a negociação bolsista.

 

 

Benfica SAD aprova contas

Numa altura em que foi conhecido o anúncio preliminar de uma oferta pública de aquisição lançada sobre o Benfica SAD, a 5 euros por ação, a sociedade desportiva vai reunir-se em assembleia-geral para aprovação de contas.

 

A administração da Benfica SAD considerou na segunda-feira, 25 de novembro, que a OPA parcial lançada pela Sport Lisboa e Benfica SGPS "é oportuna" e "a contrapartida é justificada", recomendando aos acionistas que aceitem a proposta. Além disso, a SAD reiterou que as ações continuarão cotadas em bolsa.

 




Marketing Automation certified by E-GOI