Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

5 coisas que precisa de saber para começar o dia

Esta quinta-feira a EDP estará a reagir à venda de 1,8% do seu capital por parte da China Three Gorges. Também a Media Capital e a REN deverão contabilizar no seu desempenho as notícias divulgadas ontem depois do fecho da bolsa nacional.

Negócios jng@negocios.pt 27 de Fevereiro de 2020 às 07:30
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
Chineses da CTG vendem 1,8% da EDP por 293 milhões

A China Three Gorges (CTG) informou ontem à noite ter vendido 1,8% do capital da elétrica liderada por António Mexia, através de uma colocação acelerada.

 

Segundo a CTG, as 65.820.000 ações vendidas, representativas de aproximadamente 1,8000635% do capital da EDP, geraram uma receita de 292,89 milhões de euros para a estatal chinesa, correspondente a um preço de 4,45 euros por ação. A liquidação da colocação ocorrerá a 2 de março.

 

CIB reduz posição na REN de 3,65% para 1,89%

A Capital Income Builder (CIB) reduziu a posição no capital da REN, de 3,65% para 1,89%, deixando de ter uma participação qualificada na empresa.

 

A informação foi divulgada ontem na CMVM, depois de a bolsa nacional já ter fechado, pelo que a REN estará a reagir na sessão de hoje.

 

Media Capital reage às contas de 2019

A Media Capital reportou ontem, depois do fecho da bolsa nacional, as contas do ano passado, pelo que as ações estarão a reagir na sessão desta quinta-feira.

 

A dona da TVI e da Rádio Comercial divulgou uma queda no resultado líquido para um prejuízo de quase 55 milhões de euros, devido a imparidades de "goodwill", bem como do desempenho operacional.

 

Coronavírus leva ao primeiro adiamento de um IPO na Europa

O Global Sustainable Farmland Income Trust Plc, um fundo que investe em terrenos agrícolas, tornou-se a primeira empresa a adiar um planeado IPO (oferta pública inicial) este ano na Europa. A justificar a decisão está a queda dos mercados acionistas decorrente do surto de um novo coronavírus, referiu o fundo, citado pela Bloomberg.

 

O referido fundo, que esperava angariar 230 milhões de libras (275 milhões de euros) na sua oferta pública inicial, tinha planeado começar a negociar em bolsa na próxima sexta-feira, 28 de fevereiro. Mas, em vez disso, anunciou que vai prorrogar a data, sem ter porém anunciado qual o novo dia que tem em vista.

 

Ontem, as bolsas aliviaram um pouco, depois das fortes quedas das últimas sessões, mas os receios dos investidores continuam a pesar.

 

Banco da Noruega divulga contas anuais

O Fundo da Noruega, o maior fundo soberano do mundo, vai dar a conhecer os resultados de 2019.

 

Os investimentos do Banco da Noruega deverão ter sido impulsionados pelos bons resultados registados pelos mercados financeiros mundiais. 2019 foi um ano de retornos históricos, em que todas as classes de ativos valorizaram, em especial as ações e a dívida.

 

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias