Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Yuan agrava custo do empréstimo do FMI a Portugal

O yuan vai passar a fazer parte dos cálculos da taxa de juro que o FMI cobra pelos empréstimos. No caso de Portugal, a taxa a cobrar deverá aumentar 50 pontos, o que pode representar um custo de quase cem milhões de euros.

Bloomberg
Rui Barroso ruibarroso@negocios.pt 30 de Setembro de 2016 às 00:01
  • Partilhar artigo
  • 25
  • ...

É um selo de credibilidade e de influência para o yuan. Mas irá traduzir-se num agravamento das taxas de juro que o FMI cobra nos seus empréstimos, o que aumentará os custos do financiamento concedido pelo Fundo a Portugal no programa de assistência. O impacto poderá rondar os 50 pontos base (0,5 pontos percentuais).

...

Ver comentários
Saber mais FMI Yuan IGCP Financiamento Contas Públicas
Mais notícias Negócios Premium
+ Negócios Premium
Outras Notícias