Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Preços dos combustíveis podem cair até 5 cêntimos na próxima semana

Os preços dos combustíveis deverão acompanhar a descida robusta no preço do petróleo, com o Brent a conhecer a sua pior semana desde 2011. Tanto a gasolina como o gasóleo têm uma margem de queda de 5 cêntimos.

Bloomberg
Gonçalo Almeida goncaloalmeida@negocios.pt 28 de Fevereiro de 2020 às 11:24
  • Assine já 1€/1 mês
  • 14
  • ...
O início de março pode trazer uma descida avolumada nos preços dos combustíveis. Segundo os cálculos do Negócios, tanto o gasóleo, como a gasolina deverão sofrer uma queda de 5 cêntimos por litro, a partir da próxima segunda-feira, dia 2 de março.

A verificarem-se estas quedas, o preço do gasóleo simples deverá cair para os 1,320 euros por litro, o que representa o valor mais baixo desde janeiro de 2019. No caso da gasolina simples 95, o preço poderá depreciar para os 1,461 euros por litro o que, a acontecer, será o nível menor desde março do ano passado. Caso se confirmem estas quedas de 5 cêntimos, a descida nos preços dos combustíveis será a mais acentuada pelo menos desde o início de 2018. 

Estes preços têm em conta as variações calculadas pelo Negócios face ao preço médio praticado em Portugal esta semana e anunciado pela Direção Geral de Energia e Geologia (DGEG).



Esta desvalorização dos preços dos combustíveis segue de perto o cenário nos preços do petróleo. Só esta semana, o preço do Brent - que serve de referência para Portugal - perdeu cerca de 13% do seu valor para a barreira dos 50 dólares por barril, o que significa a pior semana para a matéria-prima desde 2011. Também o norte-americano WTI (West Texas Intermediate) acompanha esta tendência e deprecia 14,48% até ao momento, nesta semana. 

O impacto do coronavírus está a resfriar a procura mundial por petróleo, numa altura em que a OPEP+ (Organização dos Países Exportadores de Petróleo e os aliados) se estão prestes a reunir para decidirem como voltar a equilibrar os preços do petróleo no mercado. 

A evolução dos preços dos combustíveis é calculada tendo por base a evolução dos derivados do petróleo (gasóleo e gasolina) e do euro. Ainda assim, a evolução dos custos dependerá de cada posto de abastecimento, da marca e da zona onde se encontra.

Os cálculos do Negócios têm por base contratos diferentes dos seguidos pelas petrolíferas (ainda que a evolução costume ser semelhante), sendo que os dados disponíveis para o Negócios só estão disponíveis até quinta-feira (faltando um dia de negociação).

Ver comentários
Saber mais Portugal Negócios economia negócios e finanças energia macroeconomia preços
Outras Notícias