Outros sites Cofina
Notícia

“Com água fazem-se milagres na agricultura”

Hoje, 80% dos recursos hídricos são desperdiçados por restrições ambientais.

Filipe S. Fernandes 21 de Setembro de 2021 às 18:45
David Cabral Santos
  • Partilhar artigo
  • ...

"A Europa é líder mundial de qualidade e rastreabilidade dos alimentos, Portugal consegue ser dentro da Europa um país líder porque vai mais à frente na redução das substâncias ativas consideradas perigosas", afirmou Pedro Torres, agricultor e organizador da AgroGlobal. Considera ainda que para dar resposta a questões ambientais, que hoje dominam a Europa, se está a ir longe demais, o que pode ter efeitos com "uma enorme redução da competitividade" da agricultura europeia.

Com a sua experiência de agricultor diz que por causa das restrições, hoje no campo fazem-se mais "tratamentos porque ficaram apenas produtos menos eficientes, e já não falo do milho transgénico em que já não se aplicavam produtos".

Como resultado, Pedro Torres prevê que as grandes superfícies irão começar a comprar os produtos mais baratos vindos de outras origens, sem que estes produtos tenham os requisitos que são exigidos aos produtores europeus. "Não se defende a competitividade agrícola nem a segurança alimentar", afirma Pedro Torres.

Na sua opinião, "o feitiço pode virar-se contra o feiticeiro". Nem os consumidores nem a competitividade da agricultura beneficiam com este estado de coisas e ainda sobrevêm outros problemas. "Se a agricultura não é competitiva, haverá abandono de mais terra, e mais incultos quer dizer mais incêndios."

Se a agricultura não é competitiva, haverá abandono de mais terra, quer dizer mais incêndios. Pedro Torres, Organizador da AgroGlobal

Mesmo com estas condicionantes, Pedro Torres admite que os agricultores portugueses podem ser "os melhores em eficiência, em qualidade, em capacidade técnica porque em dimensão estamos reduzidos ao que somos".

Mas, segundo Pedro Torres, "há uma limitação comunitária que se chama água. É o denominador comum da competitividade em Portugal. Com água fazem-se milagres, como se fez no Alqueva, mas hoje 80% dos nossos recursos hídricos são desperdiçados por restrições ambientais".

Neste aspeto, Maria do Céu Antunes, ministra da Agricultura, anunciou que a EDIA vai fazer um estudo nacional sobre o regadio, tanto sobre as "oportunidades de regadio que estão identificadas para melhorar os sistemas coletivos eficientes e torná-los mais eficientes, alargando-os ou criando novos. "As alterações climáticas trazem-nos um desafio em Portugal porque, mesmo as culturas que eram de sequeiro, hoje, só são competitivas se forem regadas."