Outros sites Cofina
Notícia

Luísa Ribeiro Lopes: A transformação digital para a mudança social, económica e ecológica

“Acredito na transformação digital com este carácter multidimensional, com um propósito humanista e com a capacidade de preservar recursos, bem como melhorar a qualidade de vida”, sublinha Luísa Ribeiro Lopes, presidente do júri.

Filipe S. Fernandes 20 de Julho de 2021 às 11:42
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Desde o início da pandemia que as empresas e as organizações têm procurado acelerar os seus projetos de transformação digital para contornar os efeitos da crise e conseguirem manter níveis mínimos de produtividade. Ao longo deste período, foi também notório que as empresas que integraram as suas estratégias de sustentabilidade nos seus planos de transformação digital, e puseram as pessoas e o planeta no centro das suas operações, registaram maior crescimento do que as que não o fizeram.

Luísa Ribeiro Lopes, presidente do júri na categoria Transformação Digital em Sustentabilidade, entende que "a digitalização acelerada das empresas proporcionou um salto tecnológico de anos, mas também criou uma oportunidade única para repensar a forma como fazemos negócios e como podemos dar um novo sentido ao aplicar a tecnologia nas nossas vidas."

Quais os grandes desafios que se colocam em termos de transformação digital?
A transformação digital não pode estar limitada e deve estar orientada para o bem, impulsionando uma mudança social, económica e ecológica capaz de tornar o mundo mais inclusivo, mais equitativo, e mais verde.
Acredito na transformação digital com este carácter multidimensional, com um propósito humanista e com a capacidade de preservar recursos, bem como melhorar a qualidade de vida.

O que está a ser feito a nível nacional no âmbito desta categoria Transformação Digital em Sustentabilidade?
Uma das iniciativas que merece maior destaque nesta categoria é o movimento "Digital with Purpose", do qual o .PT foi uma das primeiras organizações portuguesas a subscrever o seu manifesto. Trata-se de uma iniciativa internacional da Global Enabling Sustainability Initiative (GeSI), que tem como objetivo aliar a sustentabilidade à tecnologia de forma a garantir um mundo mais sustentável através de uma estratégia comum.

O "Digital with Purpose" contou com o forte apoio do Governo português, que defende o alinhamento das agendas digital e verde, bem como de parceiros públicos e privados para criar mais valor de negócio através da tecnologia digital e ir ao encontro do Acordo de Paris e dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas para 2030.

Enquanto parceiro nacional de relevo no processo de transformação digital, o .PT reforça a importância de parceiros públicos e privados fazerem parte deste movimento e compromete-se a dar o seu contributo para humanizar o propósito do digital.

Os três programas comunitários para esta década – o PRR, o PT2030 e o INvestEU 21-27 – estão marcados pelas agendas digitais e de sustentabilidade. Qual pode ser o impacto destes instrumentos na economia, nas empresas, na sociedade, e na transformação digital em sustentabilidade?
Estes três programas comunitários consistem em estratégias de ação governativa que aspiram construir um futuro mais promissor para Portugal, através da promoção de reformas e investimentos em diferentes domínios de intervenção e de acordo com o grau de vulnerabilidade económica do nosso país. Para cada um destes planos, foram definidos eixos de intervenção e objetivos muito específicos, de forma a dar resposta às debilidades identificadas durante a crise pandémica, mas sem nunca esquecer as ambiciosas prioridades estratégicas de uma União Europeia integradora, que visam alterar significantemente o panorama económico, empresarial e societário.

O caminho desta transformação digital sustentável é, sem dúvida, desafiador, mas estou certa de que conduzirá a um futuro promissor, no qual as próximas gerações se sintam incluídas e tenham iguais oportunidades. 

Quem é? Luísa Ribeiro Lopes é presidente do júri da Transformação Digital em Sustentabilidade. Licenciada em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, é presidente do Conselho Diretivo do .PT e coordenadora-geral do INCoDe.2030.

 

Sustentabilidade Económica

Categoria Transformação Digital em Sustentabilidade
Serão aceites nesta categoria candidaturas de iniciativas, serviços ou produtos que representem soluções tecnológicas e digitais inovadoras que promovam o acesso a informação e tecnologias que contribuam para o bem-estar social, saúde pública ou ambiente (por exemplo, erradicação da fome e pobreza, promoção da saúde e preservação dos recursos naturais), aumento da produtividade e redução de tempos de espera, otimização de processos e procedimentos manuais. Serão valorizadas as candidaturas que se enquadrem nas áreas de apps, sites ou outras plataformas disruptivas na interação com cidadãos, inteligência artificial, robótica, realidade aumentada e virtual e machine learning.

2020
• Vencedores – "Recycle Bingo", da EGF