Outros sites Cofina
Notícia

Jogo da Bolsa: Segunda semana com forte ganho

Negócios 23 de Novembro de 2022 às 14:00
  • Partilhar artigo
  • ...
A segunda semana de Jogo da Bolsa levou as carteiras virtuais de investimentos a reforçarem os ganhos, acompanhando a recuperação generalizada dos mercados financeiros. O ganho mais expressiva no acumulado de segunda semana de jogo foi do utilizador atgo, mas a posição dianteira é ainda assim assumida por Julio Alves.

A carteira virtual de 100 mil euros detida por atgo aumentou mais de 100% numa só semana, passando de 33.808,80 euros até aos 67.793,76 euros, conseguindo assim a maior valorização semanal. A aposta deste jogador passou pela exposição a produtos altamente alavancados, como CFD, mas também futuros.

A segunda maior valorização ao longo da segunda semana de jogo foi de Julio Alves, que acumulou uma subida de 64,5%, com a ajuda também dos CFD. Este jogador é mesmo o que mais ganha desde o início da competição, acumulando um disparo superior a 250%. Muito próximo nos ganhos semanais esteve shark53, cuja carteira avançou 62,5%.

A ajudar os investidores do Jogo da Bolsa 2022 esteve a contínua recuperação dos mercados na semana passada. As ações europeias registaram a quinta semana consecutiva no verde, impulsionadas pelo setor da banca, que deu uma grande ajuda, ao disparar na sexta-feira para máximos de junho e ao marcar a sétima semana de ganhos, na mais longa série de subidas desde 2015.

254Primeira posição
Apesar de não ter tido a maior valorização da segunda semana de jogo, é Julio Alves que lidera, ao reforçar a carteira em 254%.
Por outro lado, a crise nos criptoativos continuou a marcar as atenções dos investidores, com o colapso da FTX, ainda sem fim à vista, a continuar a penalizar o valor de mercado destes ativos.

Entre ganhos e perdas nos mercados, o jogo está a correr bem aos investidores: 65 participantes no Jogo da Bolsa 2022 conseguiu retornos positivos na segunda semana de competição. Destes, houve 13 jogadores a registarem subidas de dois dígitos no valor das suas carteiras virtuais, de acordo com os resultados semanais.

Todos os participantes têm à sua disposição 100 mil euros fictícios para investirem em ativos financeiros durante quatro semanas, que se podem transformar em prémios reais.

Para elegibilidade dos prémios, os jogadores devem ter, ou ter tido, no decorrer do jogo, uma carteira de títulos composta por, pelo menos, três classes de ativos (ações, ETF, CFD e Forex) e realizar, ao longo do passatempo, pelo menos uma operação com valor mínimo de investimento de 15 mil euros em cada uma das três classes de ativos.

Jogo da Bolsa
16 de novembro a 11 de dezembro

O Jogo da Bolsa já está no terreno e termina a 11 de dezembro. As diversas classificações serão divulgadas nos dias úteis no site jogodabolsa.jornaldenegocios.pt e na versão impressa do Jornal de Negócios. Até ao final da iniciativa estas classificações serão sempre provisórias e poderão ser alvo de correções.
Todos os dias é retirada uma classificação provisória da Classificação Global, da Classificação Universitária e da Classificação Universo ISCTE Business School, que é divulgada no dia seguinte também no jornal impresso. Às terças-feiras é divulgado o vencedor semanal. O Jogo da Bolsa 2020 é um passatempo organizado pelo Negócios em parceria com a GoBulling e com o ISCTE Business School, e ainda o apoio do Caldeirão de Bolsa.

Mais notícias