Outros sites Cofina
Notícia

Vantagens que AT lhe pode trazer

Poder-se-á julgar que perceber para onde o mercado pretende ir e identificar a tendência é simples.

Marco António Oliveira marcoantmoliveira@gmail.com 29 de Novembro de 2019 às 10:47
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Na última crónica apontei alguns dos aspetos que mais atrairão os pequenos investidores a utilizar a Análise Técnica (AT) como a sua principal ferramenta de apoio ao investimento nos mercados, e que tende agora a refletir-se na prática em vantagens como a proliferação de plataformas que possibilitam a execução da análise, não raras vezes disponíveis de forma gratuita, ou a facilidade de acesso ao histórico das cotações, tornando a AT funcionalmente prática, cómoda e relativamente rápida. Em boa verdade, quando já se conhece bem o ativo, uns meros minutos por dia, ou semana, poderão bastar para manter a análise atual.

Num outro nível, poderá julgar-se que perceber para onde o mercado pretende ir e identificar a tendência é coisa simples. Na verdade, dada a natureza errática dos mercados e a sobreposição dos diferentes prazos temporais que se podem considerar, nem tanto. Coisa que as técnicas e metodologias que a AT disponibiliza, com base em critérios mais formais, ajudará a mitigar. Mais ainda, a quantificação de parâmetros como a volatilidade e outros aspetos do comportamento da cotação serão úteis ao controlo de risco, podendo contribuir para uma modulação da exposição mais adequada.

Mas destacaria um capítulo onde a AT será capaz de dar uma preciosa ajuda e que diz respeito a uma das arestas mais afiadas da psicologia do investidor: a dificuldade em manter a disciplina. É bem provável que já a tenha sentido na pele, como aquele título que era suposto já ter vendido, mas que por qualquer estranha razão insiste em ocupar espaço na carteira. Dando de barato que também se manifesta nas aberturas de posição, como o dedo demasiado pronto no gatilho por exemplo conduzindo ao "overtrading", é no fecho das posições que a falta de disciplina se tende a manifestar com maior vigor: quando o investimento corre bem, é o ímpeto para fechar cedo demais e encaixar apressadamente o modesto ganho (e sim, isto é mau!); quando corre mal, é a tendência para deixar correr, alimentada pela dificuldade em assumir a perda. Como é que pode a AT ajudar neste caso? Identificando pontos-chave, fornecendo através de conceitos como resistências, suportes e linhas de tendência, referências que podem ser combinadas na introdução de ordens "stop". A este propósito, se "stop" só lhe remete para o sinal de trânsito e se já percebeu que mantém uma relação complicada com a disciplina nos investimentos, então o Jogo da Bolsa é uma boa oportunidade para se familiarizar com eles.


JOGO DA BOLSA

18 de Novembro a 13 de Dezembro

As classificações do Jogo da Bolsa são atualizadas diariamente. Em primeiro lugar, um top é publicado no Negócios e às 14 horas a listagem total é publicada no Jornal de Negócios Online. Para o efeito, todos os dias é retirada uma classificação provisória da Classificação Global, a Classificação Universitária e da Classificação Universo ISCTE Business School. Depois, todas as terças-feiras, é divulgado o vencedor semanal.



*Marco António Oliveira, administrador do Caldeirão de Bolsa

Mais notícias