Luís Bettencourt Moniz
Luís Bettencourt Moniz 02 de agosto de 2016 às 20:40

Sete estratégias analíticas para o marketing digital  

A vantagem, mas também o maior desafio do digital, é que qualquer interacção dos consumidores é registada. Há um rasto digital, uma projecção do comportamento digital nos dados.

Desde a consulta, acesso, uso de redes sociais, escolha de produtos, compras, etc. A miríade de dados é infindável e o crescimento avassalador. Em alguns sites o volume dos dados pode duplicar mensalmente.

 

Se a vantagem é clara, obter significado dos dados pode ser uma tarefa hercúlea e muitas vezes inglória. A sistematização de acções tem a vantagem de seguirmos um guia para ajudar-nos a encontrar o significado. São sete estratégias propostas.

 

A primeira diz respeito à actividade da sua organização. Inteire-se dos processos, do modelo de negócio, dos produtos e serviços, da visão e do que se pretende a médio e longo prazo. Sem este conhecimento muito dificilmente separará o que verdadeiramente é importante.

 

Construa hipóteses de estudo e tenha mente aberta para aceitar os resultados mesmo que digam o contrário da sua intuição. Aborde de duas formas. Coloque hipóteses que já sabe o comportamento, mas não consegue quantificar. Por exemplo: "Qual a contribuição para as vendas, ao longo do ano, do meu produto líder X?" Abordagem relatório. A outra é procurar padrões e correlações sem conhecimentos prévios. Por exemplo: "Será que os canais de interacção têm influência na recompra? Se sim quais são os que mais contribuem?" Abordagem analítica.

 

Integre as diferentes fontes de dados. Os dados das campanhas, do CRM, das BD e das redes sociais estão geralmente em silos. Construa uma plataforma que permita ter uma visão única.

 

Use e abuse dos métodos de segmentação. A tecnologia actual permite comparar e optimizar diferentes segmentações face aos resultados. Parta à descoberta. Combine as variáveis. Há um momento que descobre o que faz sentido para ser mais rentável nas suas campanhas ou converter em mais vendas.

 

Contrate, fale e aprenda com quem sabe mais do que você. Coloque questões junto de blogues de "data scientists" e de quem já fez. Aumente o seu nível de conhecimento.

 

Tenha um plano. Qualquer que ele seja. Seu ou as metodologias previamente existentes. Por fim visualize. Contrate designers. Torne a informação que é relevante em algo estético. Use abordagens de "information design", infográficos. Adicione a beleza à sabedoria analítica.  

 

Nota: o autor não aderiu por vontade própria ao convencionalismo do recente acordo ortográfico.

 

Responsável de Marketing no SAS Portugal

A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
pub