Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Opinião
Joaquim Aguiar 28 de Março de 2013 às 00:01

Os financeiros derivados

É cómodo culpar os mal-intencionados, até que se verifica que eles foram os primeiros a queimarem-se nos fósforos que acenderam.

  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

"Muitos dos financeiros que inflacionaram a bolha especulativa não eram loucos nem maldosos (como são vistos pela opinião comum), mas sim atingidos pelas deficiências da visão em túnel e do pensamento de grupo".

 

Gillian Tett, "How bankers believed their own hype", in Financial Times, 22 de Março de 2013

 

Três economistas de Princeton (Ing Haw Cheng, Sahil Raina e Wei Xiong) analisaram um grupo de 400 operadores financeiros especializados em produtos derivados no sector do imobiliário, trabalhando em bancos como Citigroup, Lehman Brothers e Wells Fargo, estudando o que foram as operações que fizeram em seu próprio nome, para avaliar se tinham perdido ou ganho com essas operações pessoais.

Para interpretar esses resultados comparam um grupo de 400 advogados e de 400 operadores do mercado financeiro que não estavam envolvidos no sector imobiliário, estabelecendo também para eles o que foram os ganhos e perdas nas suas aplicações de capital pessoais. Concluíram que os peritos do mercado imobiliário e dos produtos derivados perderam mais do que os grupos de controlo.

É cómodo culpar os mal-intencionados, até que se verifica que eles foram os primeiros a queimarem-se nos fósforos que acenderam: prejudicaram os clientes e as economias, mas arderam mais nessas fogueiras do que aqueles que não entraram no rebanho conduzidos por pastores cegos. Os produtos financeiros derivados eram como células cancerosas: quanto mais se dividiam para reduzir o risco mais o tumor crescia.

Este artigo de opinião integra A Mão Visível - Observações sobre as consequências directas e indirectas das políticas para todos os sectores da sociedade e dos efeitos a médio e longo prazo por oposição às realizadas sobre os efeitos imediatos e dirigidas apenas para certos grupos da sociedade.

maovisivel@gmail.com

Ver comentários
Mais artigos do Autor
Ver mais
Mais lidas
Outras Notícias