Outros sites Cofina
Notícia

Seguros sustentáveis

Em 2020, o grupo Allianz teve 200 ações ou soluções inovadoras na área dos seguros tendo em conta a sustentabilidade do planeta.

Negócios 01 de Julho de 2021 às 10:44
Teresa Brantuas, CEO da Allianz Portugal
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

"A atividade dos seguros pode fazer muito para a sustentabilidade do planeta. Só em 2020 o grupo Allianz teve 200 ações ou soluções inovadoras neste campo. Por exemplo, seguros para veículos elétricos ou para o desenvolvimento das baterias, coberturas ou serviços adicionais ecofriendly para os seguros de casa ou até soluções para esta nova economia da mobilidade", afirma Teresa Brantuas, CEO da Allianz Portugal.

Na região da Ásia e de África, o grupo Allianz lançou microsseguros, "que são seguros viáveis para pessoas com baixos rendimentos, que por um prémio muito baixo conseguem ter uma proteção para o seu dia a dia, e na Índia temos seguros de colheitas para pequenos agricultores e seguros de micropoupança". Acrescenta que na Indonésia, a Allianz fez uma parceria com um banco de resíduos e a Allianz oferece coberturas de seguro em troca de resíduos.


Em Portugal, lançaram um seguro de investimento, em que todos os fundos estão classificados com o artigo 8 do Sustainable Finance Disclosure Regulation, e um fundo de investimento, o Allianz Global Sustainability.


"A Allianz quer contribuir para o desenvolvimento de uma sociedade mais sustentável e inclusiva, o propósito, ‘We secure your future’, diz muito sobre tudo aquilo que nós queremos fazer, sobre a sustentabilidade em relação à proteção das gerações futuras ou das próximas gerações", refere Teresa Brantuas.


A governance do grupo Allianz em relação às políticas de sustentabilidade baseia-se num grupo a nível global e em cada uma das companhias espalhadas pelo mundo do grupo Allianz. É uma área que se dedica à execução e implementação da estratégia para a sustentabilidade e garante os objetivos estabelecidos, para cumprir as metas estabelecidas no Acordo de Paris, que visa que o aquecimento global não pode ser mais do que 1,5 graus.

 

Green bonds

No que diz respeito ao ESG, Environmental, Social and Governance, prevê que até 2050 no portefólio de investimentos haja zero emissões de gases com efeito estufa, o investimento e financiamento de empresas em processos de descarbonização. Prevê que em 2023 se utilize 100% de energias renováveis em todos os edifícios do grupo Allianz no mundo.

Desde 2015 que não financiam ou seguram novos negócios sustentados na combustão do carvão. Reforçaram o investimento em centrais solares e outras produtoras de energia renováveis, em edifícios verdes ou em ativos como os green bonds. Também em relação à proteção e conservação dos mares e oceanos, têm uma parceria com a Sea Shepherd e patrocinam o barco Sea Eagle, que está agora a fazer a limpeza na costa francesa do mar Mediterrâneo.

Em termos internos há um compromisso com os colaboradores para a redução do consumo de energia e de água, através da otimização na utilização do ar condicionado, lâmpadas LED ou sensores de luzes, redução considerável das viagens e aquisição de carros elétricos ou híbridos para a frota da empresa, redutores de caudal nas torneiras e nos autoclismos. Teresa Brantuas revela que se conseguiu uma redução de emissão de CO2 de 45% desde de 2018.


Na parte do social, trabalha-se com tópicos como a equidade, o respeito pelos direitos humanos ou a promoção da educação, e "temos a nossa política de recursos humanos, que dá suporte à inclusão e à diversidade, bem como à equidade na oportunidade entre raças, géneros", conclui Teresa Brantuas.
Mais notícias


A sustentabilidade é o grande desafio do nosso tempo.O Negócios abraça esta causa com um amplo projeto editorial que conta com o Alto Patrocínio da Presidência da República e o apoio de várias marcas.