Outros sites Cofina
Notícia

Presidente do UBS alinha com Lagarde para criar "mercado único de capital verde"

Líder do banco suíço sugeriu que os países europeus se unam na criação de um “mercado de capital verde do futuro”. O objetivo é gerar dinheiro para financiar projetos sustentáveis.

Negócios 30 de Agosto de 2021 às 13:50
Reuters
  • Partilhar artigo
  • ...

A ideia foi lançada pela presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, em maio e recebe agora o apoio de uma das mais importantes instituições financeiras na Europa. O presidente do banco suíço UBS, Axel Weber, considera que a Europa deve apostar na criação de um "mercado de capital verde" para "financiar a transição para combustíveis menos poluentes e outras iniciativas necessárias para cumprir as metas climáticas do Acordo de Paris", avança a Bloomberg.


Enquanto membro do painel de oradores do Fórum Europeu de Alpach, realizado na Áustria, Weber salientou que a Europa devia aproveitar a posição de liderança no combate às alterações climáticas para desenvolver uma união em torno de um mercado de capitais "verde".


"Se enquanto europeus não somos tão bem-sucedidos ao competir com os mercados de capitais dos Estados Unidos, por que é que não apostamos naquilo que somos melhores e construímos o mercado de capital verde do futuro? ", questionou Weber, citado pela agência.


As empresas europeias dependem de empréstimos bancários para cerca de 70% do financiamento, muito acima das pares nos Estados Unidos, onde o recurso aos mercados de capitais é muito superior.


A questão da sustentabilidade não é nova para o presidente do banco suíço que tem vindo a apoiar expressamente a necessidade de tornar as finanças mais sustentáveis do ponto de vista dos critérios ambientais, sociais e de governo de sociedades (ESG, na sigla em inglês).


Aquilo que tanto Lagarde como Weber defendem é que o projeto de mercado de capitais único seja convertido em mercado de capitais verde, onde todos os empréstimos e investimentos possam ser direcionados para projetos sustentáveis ou que contribuam para as metas ambientais definidas na Taxonomia aprovada pela Comissão Europeia.


O presidente da UBS referiu ainda que a meta do acordo de Paris de manter o aquecimento global abaixo dos 2 graus Celsius é "pouco ambiciosa" e que um mercado de capital verde na Europa poderia ter uma capitalização de mercado de mais de 100 biliões de dólares. "O que precisamos de fazer é obter grandes empresas financeiras e globais que sigam essa agenda", concluiu o líder do UBS.

Mais notícias