Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Fiat 500: Quase metade é novo

A Fiat actualizou o seu modelo de culto, o 500, mas à primeira vista pouco mudou. Contudo, nas contas do construtor italiano mais de 1.900 "detalhes" são novos, ou seja, quase metade do carro.

Adriano Oliveira aoliveira@netcabo.pt 15 de Agosto de 2015 às 10:02
  • Partilhar artigo
  • 2
  • ...
Características

€14.950

Fiat 500 1.2 69cv Lounge

Motor: dianteiro transversal, ferro/alumínio, gasolina, 4 cilindros em linha, 8 válvulas, injecção indirecta
Cilindrada: 1.242cc
Potência: 69cv às 5.500rpm
Binário: 102Nm às 3.000rpm
Velocidade máxima: 160km/h
Aceleração máx.: 12,9s 0-100km/h
Tracção: dianteira
Transmissão: manual 5 velocidades
Consumo urbano: 6,2l/100km
Cons. extra-urbano: 4,2l/100km
Consumo médio: 4.9l/100km
Emissões CO2: 115g/km (Euro VI)


Oito anos depois, a Fiat põe em dia o seu pequeno 500, ícone do design e do estilo italiano. O modelo chega em Setembro com o preço igual ao do antecessor.

Ligeiros retoques no exterior, painel de bordo redesenhado, novos equipamentos, novas cores de carroçaria e de revestimentos interiores e motores mais eficientes são as principais novidades. No total, o 500 recebe 1.900 novos "detalhes" e componentes, o que corresponde a 40% do total do veículo.

Exteriormente, no entanto, à primeira vista o novo 500 pouco mudou. As alterações são muito subtis e incidiram basicamente nas luzes. À frente mudam os faróis de nevoeiro, agora integrados na grelha, as luzes de presença e há novos projectores polielípticos. Atrás, os farolins adoptam a forma trapezoidal. Há ainda jantes com novo desenho.

No seu conjunto, as características estéticas do 500 mantêm-se e as e dimensões da carroçaria - 3,57 metros de comprimento, 1,63m de largura e 1,49m de altura -, não variam, tanto na versão de três portas como na 500C, com tecto de abrir em lona.

A revolução é mais interior. Para além dos três novas propostas de ambientes (Techno, Retro e Pop) e dois níveis de acabamento (Pop e Lounge), o 500 abre os braços às novas tecnologias adoptando um pequeno ecrã central (5 polegadas), bem integrado entre as saídas de ar, que todavia preserva a originalidade do design do painel de bordo. Um grande contador digital redondo (7 polegadas) permite visualizar em tempo real toda a informação útil da viagem, como, por exemplo, velocidade, rotações, temperatura, indicador de mudança, computador de bordo, consumo instantâneo e autonomia.

Por sua vez, o ecrã central disponibiliza a informação relativa às funções multimédia (telefone e conectividade) e do estacionamento assistido. Permite ainda controlar o sistema de infoentretenimento Uconnect com acesso a mais de 100 mil rádios web, a aplicações várias (Deezer, entre outras), e à navegação TomTom com mapas actualizados incluídos durante cinco anos.

A Fiat propõe ainda uma série de desenhos que permite personalizar o 500 (Camouflage, Comics, Etnics, Lord e Navy), ao gosto de cada cliente.

Nos motores, as novidades são a versão "eco" do gasolina 1.2 de 69cv e 99g/km de CO2 e o Diesel 1.3 Multijet de 95cv e 89g/km de CO2, com chegada até ao final do ano. No lançamento, a gama inclui quatro motores a gasolina - 0.9 Turbo TwinAir de 85cv e 105cv, ambos de dois cilindros, e os 1.2 de 69cv e 69cv EasyPower (pode funcionar também a GPL) de quatro cilindros. As transmissões são manuais de 5 e seis relações ou, opcionalmente, a pilotada Dualogic.


Negócios em Turim, a convite da Fiat

Ver comentários
Outras Notícias