Weekend Pandemia escalou "guerra" sino-americana
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante, faça LOGIN

Pandemia escalou "guerra" sino-americana

A ameaça de os Estados Unidos retirarem as contribuições financeiras à Organização Mundial da Saúde e abandonarem a organização, por causa da sua “alarmante falta de independência” em relação à China, é o episódio mais recente na “guerra” sino-americana. O conflito aberto, agravado pela covid-19, vai condicionar a ordem mundial pós-pandemia. E a globalização pode não voltar a ser o que era. Mas as verdadeiras razões do Presidente norte-americano para apontar o dedo a Pequim são de política interna.
Pandemia escalou "guerra" sino-americana
Filipa Lino 23 de maio de 2020 às 11:00

Está em curso uma guerra que não é bélica, mas que pode provocar estragos maiores do que um conflito armado. Neste tabuleiro geopolítico, de um lado estão os Estados Unidos, do outro a China. Os dois paí

Conteúdo exclusivo para Assinantes Negócios Premium
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone Assinar por 1€ por 1 mês



Notícias só para Assinantes
Análise, informação independente e rigorosa..
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia.
Notícias e conteúdos exclusivos no website e aplicações móveis
Newsletter diária exclusiva para assinantes
Acesso ao epaper a partir das 23:00
Saiba mais
pub

Marketing Automation certified by E-GOI