Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Pandemia escalou "guerra" sino-americana

A ameaça de os Estados Unidos retirarem as contribuições financeiras à Organização Mundial da Saúde e abandonarem a organização, por causa da sua “alarmante falta de independência” em relação à China, é o episódio mais recente na “guerra” sino-americana. O conflito aberto, agravado pela covid-19, vai condicionar a ordem mundial pós-pandemia. E a globalização pode não voltar a ser o que era. Mas as verdadeiras razões do Presidente norte-americano para apontar o dedo a Pequim são de política interna.

Filipa Lino flino@negocios.pt 23 de Maio de 2020 às 11:00
  • Assine já 1€/1 mês
  • 9
  • ...

Está em curso uma guerra que não é bélica, mas que pode provocar estragos maiores do que um conflito armado. Neste tabuleiro geopolítico, de um lado estão os Estados Unidos, do outro a China. Os dois países já vinham a tecer acusações mútuas e a fazer um braço de ferro no comércio. Agora o tom subiu com aquilo a que Donald Trump chamou "vírus chinês". A pandemia, que começou na cidade

...

Negócios Premium
Conteúdo exclusivo para assinantes
Já é assinante? Inicie a sessão
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone
  • Conteúdos exclusivos com melhor da informação económica nacional e internacional;
  • Acesso sem limites, até três dispositivos diferentes, a todos os conteúdos do site e app Negócios, sem publicidade intrusiva;
  • Newsletters exclusivas;
  • Versão ePaper, do jornal no dia anterior;
  • Acesso privilegiado a eventos do Negócios;
Ver comentários
Saber mais China EUA OMS pandemia corona vírus covid-19 geopolítica globalização Carlos Gaspar Álvaro Vasconcelos relações internacionais Europa eleições comércio
Mais notícias Negócios Premium
+ Negócios Premium
Capa do Jornal
Informação de qualidade tem valor. Invista. Assine já 1mês / 1€
Mais lidas
Outras Notícias