Weekend Teatro: A factura de ceder ao sistema

Teatro: A factura de ceder ao sistema

Um dos textos “feios” de William Shakespeare ocupa o palco do São Luiz para mostrar como os favores são a principal moeda de troca desta sociedade. Timão, o protagonista, poderia chamar-se Portugal. Não fossem as suas histórias tão semelhantes.
Teatro: A factura de ceder ao sistema
José Caldeira
Wilson Ledo 15 de setembro de 2018 às 14:00
Há já algum tempo que Nuno Cardoso queria encenar "Timão de Atenas". "Fui adiando, adiando, colocando outros textos à frente", conta numa breve conversa por telefone. Ao longo desse tempo, a vontade de colocar o texto em cena foi-se apurando. Porque os escritos se revelavam cada vez mais actuais, mais contemporâneos.

Repete-se, agora, noutro palco depois da estreia em Abril passado: no São Luiz Teatro Municipal, em Lisboa. "É um texto que reflecte sobre a dívida, sobre um entendimento de uma sociedade em que os favores são o principal objecto de troca", resume.

"Timão de Atenas" é um dos textos "feios", menos conhecidos, de William Shakespeare, escrito inclusive a quatro mãos. Nesta versão de Nuno Cardoso, Timão é quase uma espécie de metáfora para Portugal. De primeira figura de Atenas ao declínio, em linha com a história recente do país. Sempre entre a tragédia e a comédia, sempre com reviravoltas inesperadas.

"Trata-se de uma reflexão sobre a forma como está estruturada a sociedade, com o interesse a par da sedução, com uma factura muito cruel", remata Nuno Cardoso. No elenco, a dar vida a esta história, estão Afonso Santos, António Parra, João Melo, Joana Carvalho, Luís Araújo, Margarida Carvalho, Mário Santos, Miguel Loureiro, Pedro Frias, Rodrigo Santos e Sérgio Sá Cunha.

A presença de Nuno Cardoso no São Luiz, por estes dias, só fica completa com um outro trabalho: "Apeadeiro". O solo é o capítulo final de uma trilogia, na qual se reflecte o percurso deste criador numa outra vertente, a de actor. A vila onde nasceu, Canas de Senhorim, dá o mote, num trabalho em que se misturam memórias e ficções. Estará em cena nos próximos dias 14 e 15 e repete depois de 20 a 22 de Setembro.

Timão de Atenas - O texto de Shakespeare, encenado por Nuno Cardoso, está em cena no São Luiz Teatro Municipal, em Lisboa, de 13 a 23 de Setembro. Já passou pelo Porto, Aveiro e Guimarães. Em Novembro, ruma à Roménia.  



pub