Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Garrafas de plástico dão descontos de meio milhão de euros em compras

Perto de 12 milhões de embalagens de bebidas já foram recolhidas desde março em máquinas automáticas instaladas em 23 superfícies comerciais, em troca de um talão de desconto para compras ou donativo social.

António Larguesa alarguesa@negocios.pt 22 de Fevereiro de 2021 às 12:57
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

O projeto-piloto para o depósito de garrafas de plástico em 23 máquinas automáticas instaladas em grandes superfícies comerciais recolheu um total de 12 milhões de embalagens de bebidas em Portugal Continental, o que dá uma média de 39 mil por dia.

 

Segundo o balanço feito esta segunda-feira, 22 de fevereiro, pelo Ministério do Ambiente e Ação Climática, "esta quantidade de embalagens possibilitou a reciclagem de cerca de 350 toneladas de PET, incorporado em novas garrafas de bebidas, promovendo a circularidade de materiais".

 

Financiado a 100% pelo Fundo Ambiental, no montante de 1,655 milhões de euros, o projeto arrancou a 13 de março, coincidindo com o início da pandemia de covid-19 e o primeiro período de confinamento. Visa adquirir experiência para o futuro sistema de depósito de embalagens de bebidas em plástico, vidro, metais ferrosos e alumínio.

 

Este sistema previa o pagamento de dois cêntimos por uma garrafa das mais pequenas (até meio litro) e de cinco cêntimos pelas maiores (até dois litros), sendo que duas em cada três embalagens entregues nos últimos meses foram precisamente destas de capacidade superior. O consumidor recebe um talão de desconto em compras ou com um valor a reverter como donativo para instituições de apoio social.

 

510Talões
Desde março de 2020 foram emitidos talões no valor de 510 mil euros, tendo os consumidores atribuído 10 mil euros a apoios sociais.



No total, o Ministério liderado por Matos Fernandes calcula que foram emitidos talões no valor de 510 mil euros, tendo os consumidores atribuído 10 mil euros aos apoios sociais. Esta segunda fase, que agora arranca e se estende até 15 de setembro, estará "dedicada exclusivamente a donativos a 23 instituições de apoio social, previamente selecionadas online pelos consumidores".

 

A gestão deste projeto é de um consórcio formado pela Associação Águas Minerais e de Nascente de Portugal, pela Associação Portuguesa das Bebidas Refrescantes Não Alcoólicas (PROBEB) e ainda pela Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição (APED).
Ver comentários
Saber mais ambiente plástico reciclagem bebidas matos fernandes fundo ambiental descontos comércio
Outras Notícias