Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Portugueses viajaram mais no primeiro trimestre mas ficaram em Portugal

As viagens dos residentes em Portugal aumentaram 6,2% para 3,7 milhões, entre Janeiro e Março de 2013. Visitar familiares e amigos foi o principal motivo para as viagens dos portugueses. Mais de 90% das viagens foram feitas "cá dentro".

Miguel Baltazar/Negócios
Rita Dias Baltazar rbaltazar@negocios.pt 02 de Agosto de 2013 às 12:38
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...

O número de viagens turísticas, realizadas por residentes em Portugal, aumentou 6,2% no primeiro trimestre de 2013, face ao mesmo período do ano precedente, para 3,7 milhões de euros. Entre Janeiro e Março deste ano, 7,9% dos residentes em Portugal, viajaram, o que compara com os 7,5% observados em igual trimestre de 2012. A informação foi divulgada em comunicado pelo Instituto Nacional de Estatística.

 

A contribuir para este aumento esteve o crescimento das viagens para “visitas a familiares e amigos que subiu 12,4% e que compensou o decréscimo de 1,2% e 1,9% verificados nas rubricas “lazer, recreio ou férias” e “profissionais ou de negócios”, respectivamente.

 

Recorde-se que a Páscoa, este ano, foi em Março, o que terá contribuído para o aumento das viagens dos portugueses. Em 2012, a Páscoa foi em Abril.

 

Em cada um dos três meses, o motivo “visita a familiares ou amigos” correspondeu a mais de 55% das deslocações dos turistas. Já “lazer ou férias” tocou o valor mais alto do trimestre em Março, 32,6%, associado ao “efeito Páscoa”, explica a informação divulgada esta sexta-feira pelo INE.

 

As viagens com destino ao estrangeiro continuam a diminuir. Nos primeiros três meses de 2013, 91,3% das deslocações turísticas (perto de 3,4 milhões) ocorreram em Portugal. O número superou os registos do primeiro trimestre de 2012 em que as viagens dentro do país corresponderam a 89,3% do total. Já as deslocações de residentes ao estrangeiro diminuíram 13,7%. A percentagem de viagens para fora de Portugal ficou abaixo dos 10% em cada um dos três meses.

 

No período em análise, o número de dormidas decresceu 9,3% para perto de 9,4 milhões. Predominaram também as deslocações de curta duração, até três noites, que corresponderam a 86,1% do total, mais 2,8 pontos percentuais do que em igual trimestre de 2012.

 

Os residentes em Portugal preferiram no primeiro trimestre de 2013 o alojamento particular gratuito, que representou 78,9% das dormidas resultantes das viagens turísticas. Em igual período do ano anterior, este tipo de alojamento tinha reunido 75,5% das dormidas.

Ver comentários
Saber mais turismo INE
Outras Notícias