Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Governo duplica uma das linhas de crédito para apoiar empresas

A linha de crédito Capitalizar Covid-19 conta agora com uma dotação de 400 milhões de euros.

Paulo Duarte
Rafaela Burd Relvas rafaelarelvas@negocios.pt 27 de Março de 2020 às 11:26
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...
O montante disponível na linha de crédito Capitalizar Covid-19, a primeira a ser lançada pelo Governo para apoiar as empresas afetadas pela pandemia do novo coronavírus, foi duplicado, segundo a informação disponível no portal do IAPMEI. Esta linha conta, agora, com uma dotação de 400 milhões de euros de crédito com garantia do Estado.

Inicialmente, o Governo pretendia lançar esta linha com um valor de 100 milhões de euros. O montante acabou, depois, por ser reforçado para 200 milhões. Agora, é novamente duplicado, para 400 milhões de euros.

A linha de crédito está dividida nas modalidades de fundo de maneio e plafond de tesouraria. No primeiro caso, estão agora disponíveis 320 milhões de euros, estando os restantes 80 milhões alocados ao plafond de tesouraria.

As restantes condições desta linha mantêm-se: destina-se, preferencialmente, a micro, pequenas e médias empresas, mas também está disponível para grandes empresas, e funciona numa lógica de aprovação por ordem de apresentação de candidaturas.

O financiamento máximo por empresa é de 3 milhões de euros (1,5 milhões para fundo de maneio e outros 1,5 milhões para plafond de tesouria) e as operações têm um prazo máximo de quatro anos no caso do fundo de maneio e de três anos no financiamento à tesouraria.

Os clientes podem optar pelo pagamento de uma taxa de juro fixa ou uma taxa variável, indexada à Euribor, a que acresce um "spread" de 1,928% a 3,278%.

Os empréstimos concedidos no âmbito desta linha de crédito têm uma garantia do Estado de até 80% do montante emprestado.
Ver comentários
Saber mais coronavírus linhas de crédito capitalizar covid-19 iapmei
Outras Notícias