Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Ministra da Saúde vai "escalonar medidas" a aplicar em concelhos de risco

O anúncio foi feito pelo primeiro-ministro há instantes, depois do Conselho de Ministros. António Costa diz que a "realidade é muito diversa" no conjunto dos concelhos de risco.

Vicente Lourenço vicentelourenco@negocios.pt 12 de Novembro de 2020 às 19:22
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...

O Governo solicitou à ministra da Saúde que, "através da Direção-Geral da Saúde (DGS), proponha um escalonamento de diferente grau de medidas que devem ser adotadas no conjunto" dos concelhos de risco, cujo número foi elevado esta quinta-feira para 191. As declarações do primeiro-ministro foram feitas depois de um longo Conselho de Ministros.


António Costa defende que é "necessário adequar e ajustar as medidas à gravidade específica da situação" de cada um dos concelhos, destacando que a evolução da pandemia da covid-19 não é igual em todas as localidades que ultrapassam a taxa de incidência de 240 casos de infeção por 100 mil habitantes, nos últimos 14 dias (critério que define se um concelho é de risco). 

"Temos concelhos que estão pouco acima dos 242, mas temos um concelho, onde a taxa de incidência é a mais alta, que tem 3698 casos por 100 mil habitantes, nos últimos 14 dias", divulgou esta tarde o primeiro-ministro. Embora tenha evitado referir o nome do concelho, António Costa admitiu esta semana à agência Lusa estar preocupado com o caso de Paços de Ferreira, que apresentava, na altura, uma "taxa de incidência de mais de 4 mil casos acumulados por 100 mil habitantes, nos últimos 14 dias". 

Para os concelhos com mais de 2 mil infetados por 100 mil habitantes, o goverante avisa que haverá um "agravamento significativo das medidas de restrição proque as medidas que têm estado a ser adotadas têm demonstrado não ter sido suficientes".

(Notícia atualizada às 20h04)
Ver comentários
Saber mais Pandemia Covid-19 Marta Temido António Costa Conselho de Ministros
Outras Notícias