Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Presidente da ANF: Farmácias podem fazer 25 a 30 mil testes diários

O presidente da Associação Nacional de Farmácias (ANF) garante que a rede de farmácias tem capacidade para realizar entre 25 mil a 30 mil testes à covid por dia. E defende a testagem massiva com recurso às farmácias, citando o exemplo francês, para melhor combater a pandemia.

A carregar o vídeo ...
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Paulo Cleto Duarte admite que o processo de testagem da covid podia ter sido melhor, mas prefere centrar-se nas mudanças mais recentes e no anunciado reforço da testagem. Aqui, sublinha o contributo das farmácias. "A política foi revista em novembro, a integração das farmácias ocorreu entre dezembro e janeiro. No último mês, quase 400 farmácias já estão, neste momento, envolvidas no processo de testagem", refere o presidente da ANF em entrevista ao Negócios e à Antena 1.

"Acreditamos que este número pode duplicar, triplicar, muito rapidamente, se houver necessidade. Isso significa que podemos fazer 25 mil a 30 mil testes por dia, incluindo os novos testes de saliva, quando houver do ponto de vista técnico, do ponto de vista de saúde, disponibilidade", salienta.

E aponta o caso de França. "França mudou muito recentemente a sua política, dizendo, primeiro, que não interessam as condições. Estou a caricaturar, mas dizendo 'vamos testar assintomáticos, vamos testar, e os casos que surgem suspeitos ou indeterminados, ou que precisam de confirmação, então vamos passar para o nível superior para confirmar'. Isto permite que a comunidade continue a funcionar ao mesmo tempo que temos uma maior segurança sobre as cadeias de transmissão".
 

E Paulo Cleto Duarte explica o funcionamento desta estratégia: "as farmácias e outras entidades no front office, permanentemente a testar com uma série de princípios e regras, a cada X dias, todas as pessoas a serem testadas e estarem disponíveis para isso, e depois, a própria colheita para confirmação por PCR laboratorial poder ser feita na farmácia em determinadas circunstâncias, ou porque é indeterminado ou porque precisa de confirmação, e nesses casos, então, ter o suporte laboratorial dos laboratórios públicos e privados que estão na segunda linha desta vertente".

Esta solução, defende, "com um processo de testagem a cada três dias ou a cada quatro dias, permitiria que unidades continuem em funcionamento. Os casos que surjam sejam rapidamente identificados e isolados e rastreados. A população à volta também e, a partir daí, criar segurança para uma reabertura mais rápida da própria economia".

Ver comentários
Saber mais Paulo Cleto Duarte Negócios Antena 1 saúde covid testes farmácias ANF
Outras Notícias