Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

PS concorda com proposta de Rio sobre boletim diário de vacinação

O secretário-geral adjunto do PS disse concordar com a proposta de Rui Rio para que sejam revelados diariamente os números do processo de vacinação. José Luís Carneiro admite ensino à distância, mas afasta decisão imediata sobre encerramento das escolas após o carnaval.

Lusa
David Santiago dsantiago@negocios.pt 27 de Janeiro de 2021 às 18:21
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
O PS está de acordo com a ideia de Rui Rio, presidente do PSD, para que haja um boletim diário sobre o processo de vacinação idêntico ao relatório sobre os casos de covid-19. Depois de conversar virtualmente com o Presidente da República a propósito da renovação do estado de emergência, José Luís Carneiro disse que os socialistas estão de acordo com o regresso do ensino à distância, mas recusou decisões imediatas sobre a eventual continuação do encerramento das escolas para lá do carnaval.

Questionado sobre a proposta feita por Rio em nome da transparência numa altura em que o processo de vacinação tem conhecido diversas irregularidades com a vacinação de pessoas que não integram qualquer grupo prioritário, o secretário-geral adjunto do PS mostrou abertura para acompanhar a sugestão social-democrata: "tudo o que seja conhecer informação dos diferentes sistemas e subsistemas do Estado (...) é sempre muito relevante para garantir não apenas o bom escrutínio dos cidadãos, mas simultaneamente para permitir outra consciência pública de todos nós enquanto comunidade".

Quanto ao encerramento dos estabelecimentos de ensino depois das férias de carnaval e a readoção do ensino à distância, o número dois socialista confirmou que tudo indica que vai regressar o ensino virtual, porém recusou comprometer-se já com decisões sobre o fecho das escolas depois dessa altura. "Nas próximas duas ou três semanas", o país vai enfrentar o período de maior stress causado pela pandemia, pelo que convém aguardar antes de tomar decisões. 

"Neste momento é ainda muito cedo para podermos ter avaliações que nos permtiam, com segurança, afirmar um ou outro cenário relativamente à evolução da pandemia", disse. Este é um "período essencial de confinamento para garantir que, dentro de duas ou três semanas, avaliamos se estamos, ou não, a conseguir achatar este ritmo de crescimento" da pandemia e perceber melhor como esta "está a evoluir". 


Seja como for, o PS manifestou a Marcelo Rebelo de Sousa o apoio à renovação do estado de emergência, em vigor até às 23:59 do próximo sábado.

(Notícia atualizada)
Ver comentários
Saber mais PS José Luís Carneiro Vacinação Estado de Emergência Escolas Marcelo Rebelo de Sousa Rui Rio
Outras Notícias