Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Fortaleza com 300 anos da Póvoa do Varzim renasce

A fortaleza de Póvoa do Varzim vai renascer com novo espaço lúdico. A Câmara Municipal abre portas aos cidadãos para verem as obras de remodelação.

A carregar o vídeo ...
Lusa 05 de Dezembro de 2015 às 11:30
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A fortaleza de Nossa Senhora da Conceição, edificada no século XVIII na Póvoa de Varzim, está a ser alvo de uma profunda remodelação, que vai transformar o equipamento no novo pólo lúdico-cultural da cidade.

As intervenções nesta fortaleza, com uma vista privilegiada sobre a marginal poveira, decorrem há cerca de ano e meio e, ao mesmo tempo que recuperam a traça arquitectónica do edifício, criam, também, espaços para o funcionamento de restaurantes e bares que vão dinamizar o local.

A Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, que em 2000 requisitou ao Estado a tutela do espaço, investiu mais de um milhão de euros na recuperação do edifício, que durante muito tempo funcionou com quartel da Guarda Fiscal, preparando-se para neste sábado mostrar as renovações efectuadas à população.


"Limpámos o espaço e mantivemos a sua história e dignidade, criando condições para que tivesse um uso mais moderno que traga mais-valias à cidade", começou por explicar o presidente da autarquia poveira, Aires Pereira.


A exploração dos espaços comerciais que foram adaptados dentro da fortaleza - um restaurante, um bar e três espaços multiusos - foram concessionados a um investidor privado, que, na opinião Aires Pereira, terá uma grande responsabilidade para o sucesso do equipamento.


"O trabalho da Câmara Municipal está concluído, a partir daqui é o tempo de os privados saberem se têm condições para transformar o espaço num local de animação. Espero que tão rápido quanto possível ponham a funcionar os bares e restaurantes para que os poveiros, e quem nos visita ganhe rapidamente hábitos para vir até cá, sabendo que acontecerá sempre algo", vincou o autarca.


Os espaços de restauração e bebidas terão uma utilização mais vocacionada para animação nocturna, mas a Câmara Municipal pretende que a fortaleza funcione como um polo dinamizador durante todo o dia, preparando para o local um programa cultural.


"Fazia falta na cidade um espaço de animação nocturna, até porque hoje em dia temos uma competição terrível com a baixa do Porto, mas queremos também que este equipamento mantenha um dinamismo cultural durante o dia, recebendo concertos, lançamento de livros e outros eventos", garantiu Aires Pereira.

 
A preocupação na vertente cultural norteou todos os trabalhos de recuperação do edifício, cuja componente histórica foi supervisionada por Deolinda Carneiro, directora do Museu Municipal de Etnografia e História da Póvoa de Varzim, que acredita que a história do edifício será transmitida às novas gerações.

 
"Conservámos o património mantendo dignidade e qualidade que são fundamentais para os mais novos apreciarem o local. Tivemos de fazer algumas adaptações e acertos, mas sem descurar o espírito do edifício", começou por dizer a historiadora.

 
"Apesar de sentirmos uma enorme diferença após as obras, também existe um sentimento de permanência. É isso que nos compete fazer, conservar e melhorar para o futuro", completou Deolinda Carneiro.

Os trabalhos de recuperação e adaptação da estrutura ficam até este sábado, dia de inauguração, finalizados, cabendo, depois, ao concessionário colocar todos os espaços em funcionamento, algo que a Câmara Municipal quer que aconteça já nos próximos meses.

Ver comentários
Saber mais Póvoa do Varzim fortaleza câmara
Outras Notícias