Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Desempregados aliciados a lavar dinheiro por SMS atribuídos ao IEFP

O esquema criminoso utilizou a informação do portal oficial do Instituto de Emprego e Formação Profissional. O caso está a ser investigado pela Polícia Judiciária.

Negócios negocios@negocios.pt 29 de Outubro de 2015 às 09:25
  • Partilhar artigo
  • 5
  • ...

A Polícia Judiciária está a investigar o caso de uma máfia de leste que utilizou o portal oficial do IEFP para aliciar desempregados a participar em esquemas de lavagem de dinheiro. Mas o alerta acabou por ser dado por um portal de emprego privado.

De acordo com o Jornal de Notícias, no final da semana passada alguns dos inscritos como desempregados receberam SMS com o remetente NetEmprego e uma alegada oferta de emprego, à qual deveriam responder via email para pt@duparex.eu, o suposto contacto de uma empresa de Valongo, que não existe.

O objectivo era aliciar os desempregados a utilizar as suas contas, em troca de uma comissão, recebendo o dinheiro e transferindo-o, de seguida, via Western Union para o autor do crime. Torna-se mais difícil para as autoridades seguir o rasto ao dinheiro, mas o cúmplice pode vir chamado a responder pelo desvio e condenado pelo crime.

Ao jornal, o IEFP explicou que os utilizadores têm a possibilidade de optar pela disponibilização pública ou privada da sua informação". O Instituto reconhece, no entanto, que tem conhecimento "de que alguns candidatos registados neste portal podem ter sido contactados com falsas propostas de ofertas de emprego, tendo sido utilizado indevidamente o nome do IEFP e o portal netemprego.gov.pt". 

O problema foi denunciado pelo site Net-Empregos, um portal privado com o nome semelhante ao do IEFP, explica também o jornal Público. "Depois de analisar todas as queixas e denúncias que chegaram até nós, descobrimos que no site do Estado (netemprego.gov.pt) é possível ver todos os dados pessoais das pessoas inscritas nos centros de emprego". Segundo o site, "esses dados pessoais incluem nome completo, morada, telefone, e-mail, habilitações, experiência profissional".

Ver comentários
Saber mais Emprego desemprego IEFP Fraude Polícia Judiciária Máfia
Outras Notícias