Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Arguido da PJM garante que ministro da Defesa sabia do encobrimento de Tancos

De acordo com o major Vasco Brazão, Azeredo Lopes terá recebido um memorando dando conhecimento da operação de reaparecimento de armas nos paióis de Tancos.

Azeredo Lopes - Defesa Nacional: O portuense que lidera a pasta da Defesa não é recordado espontaneamente por quase ninguém (0,1%), apesar de se ter destacado já antes, entre 2006 e 2011, na presidência da Entidade Reguladora para a Comunicação Social e, desde a eleição de Rui Moreira, como chefe de gabinete do presidente da Câmara do Porto. É por uma décima que José Alberto Azeredo Lopes, professor de Direito Internacional da Universidade Católica, surge com mais avaliações positivas (0,4) do que negativas (0,3).
Marta Poppe
Negócios 04 de Outubro de 2018 às 11:31
  • Assine já 1€/1 mês
  • 14
  • ...

O ministro da Defesa terá tido conhecimento da encenação montada pela Polícia Judiciária Militar (PJM) em conjunto com a GNR de Loulé relativamente à recuperação das armas furtadas nos paióis de Tancos. De acordo com o Expresso, Azeredo Lopes terá recebido um memorando por parte do major Vasco Brazão, ex-porta-voz da PJM, e o director do orgão, o coronel Luís Vieira. O ministro desmente a acusação.

O jornal avança que a nota enviada explicava toda a operação ao chefe de gabinete do Ministério da Defesa e que este terá ligado a Azeredo Lopes, frente a dois militares da PJM, para o informar da situação. De acordo com o depoimento de Vasco Brazão no Tribunal de Instrução Criminal terão apenas registado o caso, sem fazer quaisquer comentários.

Azeredo Lopes recusou comentar ao Expresso a informação dada pelo ex-porta-voz da PJM ao tribunal, invocando segredo de justiça, e referiu que não foi informado da operação de encobrimento na recuperação das armas de Tancos - nem antes da operação, em Outubro, nem depois de esta acontecer.

Ver comentários
Saber mais ministro da Defesa Azeredo Lopes Tancos
Mais lidas
Outras Notícias