Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Beber um copo em Portugal é mais caro do que o preço médio da UE

Portugal é o 13º país europeu onde o preço das bebidas alcoólicas é mais alto. A Finlândia ocupa o primeiro lugar, de acordo com dados do Eurostat.

Bruno Colaço / Correio da Manhã
Negócios 30 de Agosto de 2021 às 14:49
  • Partilhar artigo
  • 12
  • ...

Com a reabertura dos bares e discotecas, sair para beber um copo volta a fazer parte da rotina de alguns portugueses, mas a fatura poderá não sair barata. O nível de preços das bebidas alcoólicas em Portugal (105,9) é mais alto quando comparado com o índice de preço médio na União Europeia (100), de acordo com dados de 2020 do Eurostat.


Portugal é o 13º país europeu onde o preço das bebidas alcoólicas (destilados, vinho e cerveja) é mais alto, embora tenha registado uma descida de dois pontos no índice de nível de preços de 2019 para 2020.


Apesar disso, os portugueses são dos que mais consomem álcool diariamente na União Europeia. Enquanto que a média na União Europeia em 2019 era de 8,4%, em Portugal é de 20,7%, ou seja, um quinto da população consome álcool todos os dias, de acordo com dados divulgados no início de agosto pelo Eurostat.


Mas é a Finlândia que ocupa o primeiro lugar com um índice de nível de preços de bebidas alcoólicas de 193, seguido pela Irlanda (181) e Suécia (166).


Em sentido oposto, a Hungria destaca-se como sendo o país onde é mais barato comprar álcool, com um índice de nível de preços de 73, seguido pela Roménia (74) e pela Bulgária (81)


A diferença do preço das bebidas alcoólicas entre o Estado-Membro mais caro e o mais barato era mais de duas vezes e meia mais elevado, em 2020.


Fora da União Europeia, os países nórdicos como a Noruega e a Islândia são os que têm um índice de nível de preços de bebidas alcoólicas mais alto, com 251,2 e 239,4 respetivamente.

Ver comentários
Saber mais União Europeia Portugal Eurostat. álcool
Outras Notícias