Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Brilhante Dias: Casos de Berardo e Vieira “retiram valor à economia”

Em entrevista ao programa Conversa Capital, uma parceria entre o Negócios e a Antena1, o secretário de Estado da Internacionalização assume que casos judiciais como os de Joe Berardo, Luís Filipe Vieira ou Ricardo Salgado "retiram valor à economia". Contudo, Brilhante Dias acredita que não afetam a imagem internacional do país.

A carregar o vídeo ...
  • Partilhar artigo
  • 11
  • ...
No entender de Eurico Brilhante Dias, casos ligados à corrupção como os relacionados com personalidades bem conhecidas da vida pública, tais como Joe Berardo, Luís Filipe Vieira ou Ricardo Salgado, representam "fenómenos que retiram valor à economia". 

"Portugal é um país da União Europeia que respeita o Estado de Direito e, num país que é estável do ponto de vista político, económico e social, a justiça é independente e ataca, no bom sentido da palavra, fenómenos que retiram valor à economia", afirma o secretário de Estado em entrevista à Conversa Capital, um programa feito em parceria entre o Negócios e a Antena 1. 

"A corrupção retira valor à economia portuguesa, como retira a todas as economias", acrescenta o governante socialista que, ainda assim, acredita que este tipo de casos não atinge a reputação externa do país, ou seja, não prejudica, por exemplo, a capacidade de Portugal captar investimento direto estrangeiro.

 

"Tenho que ser sincero, neste momento não sinto isto como um dano", garante. 

O antigo porta-voz do PS considera que "Portugal não é um país particularmente visto como um país em que há mais corrupção do que noutros. Isso devo dizer e sublinhar de forma muito acentuada. O fenómeno danifica e causa dano, e disso não devemos ter a mínima dúvida nem a mínima perceção".


Brilhante Dias insiste ser necessário ter "consciência de que a corrupção não é um fenómeno português".

"Eu viajo por este mundo fora e por todos os hemisférios, ele não é bom, nunca é bom, mas à dimensão que nós discutimos, num quadro que é bilateral muitas vezes, e multilateral, Portugal não tem mais nem menos corrupção do que a larga maioria dos países que visito e em que falo da realidade portuguesa", sublinha.

Ver comentários
Saber mais Conversa Capital Brilhante Dias Internacionalização Joe Berardo Luís Filipe Vieira Ricardo Salgado
Outras Notícias