Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Elisa Ferreira: "Portugal concentrou-se no PRR, mas não pode descurar o orçamento" da UE

Portugal deixou para segundo plano a preparação do próximo quadro comunitário para se concentrar na definição do plano nacional de recuperação, todavia a comissária Elisa Ferreira alerta, em entrevista ao Negócios e à Antena 1, que é preciso "não descurar a discussão [e] preparação" do próximo orçamento plurianual da UE.

A carregar o vídeo ...
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

Portugal está entre os Estados-membros que acabaram por centrar atenções no desenho do plano de relançamento económico, deixando para segundo plano a definição e preparação do próximo quadro financeiro plurianual (QFP, 2021-27) da União Europeia, mas é hora, alerta Elisa Ferreira, de se olhar para o orçamento comunitário de longo prazo e de garantir a articulação entre este e o Plano de Recuperação e Resiliência.

"Portugal, assim como outros países, concentrou-se no PRR, mas parece-me importante não desvalorizar e articular os dois de tal forma que haja uma coerência em termos da dimensão climática, ambiental, digital, espacial e regional", defendeu a comissária europeia da Coesão e Reformas no programa Conversa Capital, feito em parceria entre o Negócios e a Antena 1.

"O quadro plurianual 2021-27 tem 24 mil milhões [de euros] tem quase o dobro [do PRR], portanto não se pode descurar a discussão, preparação, etc, que é urgente, desse quadro de financiamento, só concentrando as atenções no PRR", insistiu a dirigente comunitária num alerta lançado para que Lisboa inicie o quanto antes a definição do próximo orçamento da UE.

A dirigente europeia reconhece que a eclosão da crise pandémica levou à interrupção das discussões em torno do QFP, não apenas da parte de Portugal, mas também de outros países da União, desde logo porque o sentido de emergência inerente à pandemia obrigou a um centrar de atenções no desenho e aprovação dos diversos planos de recuperação nacionais.


Pandemia parou discussão do orçamento da UE. Agora é altura de retomar preparação, defende Elisa Ferreira
A carregar o vídeo ...
Entrevista da comissária europeia da Coesão e Reformas, Elisa Ferreira, ao programa Conversa Capital, uma parceria entre o Negócios e a Antena 1.



No entanto, Elisa Ferreira lembra que a dimensão do orçamento comunitário, que para Portugal representa cerca do dobro dos meios disponibilizados pelo PRR, está longe de ser negligenciável, pelo que é urgente retomar a sua discussão e preparação.

"Quanto mais cedo [Portugal] fechar as negociações [do QFP], mais cedo começa a ter o financiamento", sinalizou.

A comissária aproveitou ainda para realçar que alguns países, como é o caso da Grécia, surgem já na linha da frente dos Estados-membros mais adiantados na definição dos investimentos a realizar com o dinheiro do novo QFP.

Elisa Ferreira defendeu também a importância de assegurar que o PRR e o QFP não sejam contraditórios entre si e que garantam sinergias.

"O plano plurianual é claramente virado para uma recuperação e reequilíbrio territorial, reequilibrar o desenvolvimento", precisou a comissária, notando que, por seu turno, o PRR tem uma vertente de reação à crise da covid-19, feita de modo a preparar os Estados-membros para a dupla transição ambiental e digital e a assegurar condições para os países reforçarem a sua resiliência económica.

Ver comentários
Saber mais Elisa Ferreira PRR QFP UE Conversa Capital
Outras Notícias