Economia Guerra comercial custará entre cinco a seis décimas do PIB aos EUA e à China

Guerra comercial custará entre cinco a seis décimas do PIB aos EUA e à China

As contas são de Pierre Moscovici, comissário europeu para os Assuntos Económicos, o qual classifica o protecionismo como a principal ameaça ao comércio internacional.
Guerra comercial custará entre cinco a seis décimas do PIB aos EUA e à China
Olivier Hoslet
Lusa 02 de junho de 2019 às 15:08

O Comissário europeu para os Assuntos Económicos advertiu  este domingo, 2 de junho, para as consequências da atitude protecionista dos EUA, afirmando que, numa guerra comercial com a China, ambos os países perderão entre cinco e seis décimas do Produto Interno Bruto (PIB).

 

"O protecionismo é a principal ameaça para o crescimento mundial", sublinhou Pierre Moscovici, numa entrevista à emissora "France Inter".

 

Acrescentou que, desde que proliferam as tensões comerciais entre os dois países, verificou-se "uma desaceleração muito clara" da economia, que poderá ir ainda mais longe.

 

Moscovici afirmou que a posição de Donald Trump, contrária ao livre comércio, também prejudica os EUA.

 

A União Europeia estima que, em caso de guerra comercial com a China, isso terá "um impacto muito forte de 0,5 a 0,6 pontos do PIB, tanto para a China como para os EUA".

 

Por isso, o comissário europeu lançou um apelo para que ponham fim ao que chamou uma "política do bombeiro pirómano".




pub

Marketing Automation certified by E-GOI