Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Marcelo visita a China em Abril e pede cooperação pelo multilateralismo

O Presidente da República visitará a China em Abril do próximo ano. Marcelo Rebelo de Sousa defende que Lisboa e Pequim podem e devem trabalhar conjuntamente pela promoção do multilateralismo e dos direitos humanos.

Lusa 04 de Dezembro de 2018 às 18:15
  • Assine já 1€/1 mês
  • 8
  • ...
O Presidente português anunciou hoje a assinatura de um memorando de entendimento bilateral sobre a iniciativa chinesa de investimento em infraestruturas "Uma Faixa, Uma Rota" e uma visita à China no próximo ano, também nesse quadro.

Marcelo Rebelo de Sousa falava no Palácio de Belém, após um encontro com o Presidente chinês, Xi Jinping, que adiantou depois que o chefe de Estado português irá estar presente na segunda edição do fórum "Uma Faixa, Uma Rota" e fará uma visita de Estado à China, em abril.

O Presidente português considerou que a sua deslocação à China em 2019, "correspondendo a convite acabado de formular" por Xi Jinping, e "a assinatura de um memorando de entendimento" sobre a iniciativa "Uma Faixa, Uma Rota" simbolizam a parceria entre os dois Estados.

"Simbolizam bem a parceria que desejamos continuar a construir, com diálogo político regular e contínuo, a pensar no muito que nos une", afirmou Marcelo Rebelo de Sousa.

Marcelo defende trabalho conjunto pelo multilateralismo e direitos humanos 

O Presidente português defendeu ainda que China e Portugal podem trabalhar em conjunto pela valorização do direito internacional, desde logo, nas Nações Unidas, pelo multilateralismo e pelos direitos humanos.

O chefe de Estado referiu que os dois países estão "longe em termos geográficos" e têm "aliados muito diferentes", mas defendeu: "Isso não nos impede de trabalharmos em conjunto para a valorização do papel do direito internacional, das organizações internacionais, a começar nas Nações Unidas".

"Nem de defender o multilateralismo, os direitos humanos, a resolução pacífica dos conflitos. Nem de apoiarmos o livre comércio e as pontes de entendimento entre Estados e povos. E estarmos em permanência atentos ao ambiente e às alterações climáticas", acrescentou.
Ver comentários
Saber mais Xi Jinping Marcelo Rebelo de Sousa China Portugal Uma Faixa Uma Rota
Outras Notícias