Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Plano Juncker tem dinheiro para "bons projectos" portugueses

O plano de investimento da União Europeia vai chegar a todos os países e os bons negócios vão contar com financiamento, garante o Banco Europeu de Investimento (BEI).

Jean-Claude Juncker
André Cabrita-Mendes andremendes@negocios.pt 25 de Fevereiro de 2016 às 14:10
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...

O Plano Juncker não vai distinguir países quando chegar a hora de distribuir dinheiro. Os bons projectos vão conseguir ser financiados pelo Plano de Investimento para a Europa, acredita o líder do Banco de Investimento Europeu (BEI) em Portugal.

 

"Não há valores fixos por país ou região. Não trabalhamos com base em quotas por países. Não há um montante fixo, por exemplo, para Portugal, Reino Unido e Polónia", disse Róman Escolano, esta quinta-feira, 25 de Fevereiro, numa conferência de imprensa em Lisboa.

 

"Trabalhamos com base em bons projectos. Se forem bons, são aprovados", garantiu o vice-presidente do BEI. "O objectivo é termos uma boa diversidade de projectos nos 28 países da União Europeia.

 

Sobre a entrada em vigor do Plano Juncker em Portugal, o BEI considera que este ano deverão ser fechados os primeiros empréstimos. Para isto, é essencial o diálogo com o sector público e privado no país. "A política do BEI é clara: vamos encorajar todos os clientes portugueses a apresentarem projectos e a dialogarem connosco", afirmou Roman Escolano. "Este ano serão assinadas as primeiras operações financiadas ao abrigo do Plano Juncker", acrescentou.

 

No total, o Plano Juncker prevê investimentos totais de 315 mil milhões de euros na União Europeia nos próximos anos, sendo que, segundo o plano original, a grande maioria deste dinheiro vai ser alavancada pelo sector privado, tendo por base 21 mil milhões de garantias da União Europeia e do BEI.

Ver comentários
Saber mais plano juncker BEI União Europeia
Mais lidas
Outras Notícias